Fiel Torcedor com direito a voto para presidente do Corinthians

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Jorge #4.886 @jorginho.corinthians em 14/07/2015 às 16:54

Movimento Fiel Torcedor com Direito a Voto para Presidente do Corinthians.

Escorado na célebre frase do nosso primeiro presidente e um dos fundadores do Sport Club Corinthians Paulista, Miguel Battaglia, que dizia que “O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time”, foi criado o movimento “Fiel Torcedor com direito a voto”.

Também foi levado em consideração o sucesso e a eficácia do programa de sócio-torcedor do clube que, independentemente dos ajustes que aos poucos estão sendo feitos, demonstrou ser capaz de organizar com efetividade a comercialização de ingressos para os jogos do SCCP. Porém, acreditamos que o Fiel Torcedor possa trazer muito mais benefícios para o clube.

Queremos discutir ideias – sempre em prol do Todo Poderoso Timão – que culminem em uma mudança no estatuto do clube, para que haja uma abertura política. Desta forma, acreditamos que haveriam discussões realmente plausíveis com a rotina do nosso Alvinegro, bem como o surgimento de novas lideranças políticas.

É claro que esta não é uma particularidade do Corinthians, mas os nomes que influenciam politicamente o dia a dia do clube hoje em dia – e há muito tempo – são sempre os mesmos, que trazem consigo os mesmos vícios do passado.

Muitas coisas seriam benéficas com essa aprovação: Acabariam os favores em trocas de votos dentro do clube, aqueles puxa-sacos não teriam o poder de ser uma minoria votante e acham que são donos do Corinthians e o FT traria muitos novos sócios para o Corinthians o que turbinaria as receitas do Clube, temos capacidade de arrecadar muito com esse Programa.

A questão é que não é qualquer FT que votaria, mas sim aquele adimplente, com 5 anos ininterruptos, com comprovada pontuação de ingressos dentro do Programa, pois isso faria com que além de aumentar o número de FTs conseguiríamos fidelizar esse sócio.

Existem várias ideias para que isso aconteça, traga sua neste espaço para que, em breve, conseguirmos criar esta abertura por um meio de um processo democrático, visando o profissionalismo e melhores dias para o clube de 30 milhões de loucos!

Uma semente alvinegra já foi colocada embaixo da terra! Vamos regá-las com ideias e união, com a força que só um corintiano sabe que tem!

Curta nossa página no Facebook e participe da maior manifestação democrática da torcida do Corinthians!

Https://www.facebook.com/fieltorcedortemdireitoavoto?ref=tn_tnmn

2.703 visualizações e 87 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Ayrton Faria #599 @ayrton.faria em 14/07/2015 às 20:44

De acordíssimo. Já não é sem tempo. Democracia urgente.

Sem aqueles velhos desocupados do Conselho que ficam a semana inteira no PSJ tentando arrumar uma boquinha para viver as custas do Corinthians.

Gabriel Martins #140 @gabriel.martins6 em 14/07/2015 às 19:25

Primeiro tem que ter uma nação de FT para reinvidiar calgo.. E não míseros 107mil

Últimas respostas

Guilherme Dos Santos #605 @santos.guilherme em 16/07/2015 às 08:01

É também achei isso.. :/

Gabriel #140 @gabriel.martins6 em 15/07/2015 às 13:01

" "

Pois é achei que esse ano iria beirar 200mil.. Ilusão

Publicidade

Gabriel Dias #6.790 @gabriel.dias1 em 16/07/2015 às 00:45

Primeiro tem que assinar o sócio porque eu vejo um bando de falso aqui falando em democracia e não levanta 9 reais pra ajudar o Corinthians vai tomano #[email protected]% hipocrisia

Guto Signoreto #8.777 @guto.sig em 15/07/2015 às 23:57

Uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuup!

Ivan Pereira #1.027 @ivan.avare em 15/07/2015 às 23:55

Nunca vão deixar... Sabe porque? Porque é muito difícil controlar os votos da torcida comum. O voto das organizadas tudo bem, esse é fácil de conquistar. Mas da torcida não organizada é quase impossível. QuasE!

Eduardo Takayuki Takata #1.671 @edutakata em 15/07/2015 às 22:44

Sr. Lico, respeito suas posições, principalmente por ser alguém que contribui com o Corinthians à tanto tempo. Porém tenho minhas considerações a respeito do assunto. O título de sócio é útil a quem vive na grande São Paulo, no máximo no estado de São Paulo. No momento fundação do clube talvez fosse suficiente, atualmente o Corinthians é muito maior. Maior que o estado de São Paulo, é uma entidade com aspirações que excedem o próprio futebol nacional. Temos torcedores em todo o Brasil e além, existem corintianos em muitos países do mundo, muitos nem são brasileiros. Uma entidade tão grande poderia abrir suas portas a um leque muito maior de pessoas. Muitos não tem o título de sócio por viverem em outros estados, outros simplesmente não tem condições financeiras para tornarem-se sócios. O Brasil ainda é um país muito desigual. O Corinthians poderia tornar-se um exemplo aos outros clubes. Para finalizar, por 20 reais ao mês, o programa de sócio torcedor do Internacional dá o direito de voto e participação da vida política do clube. O Corinthians está sendo deixado para trás.

Tomas #2233 @tomaslico em 15/07/2015 às 17:31

" "

Gostaria de esclarecer:

Não me julgo dono do Clube! Me sinto sim parte do mesmo!

Não concordo com falcatruas, lavagem de dinheiro e outros procedimentos citados pois construí minha vida com muito caráter e honestidade!

Você diz não querer usar a piscina, mas quer mandar no futebol!

A piscina e o futebol, de forma igual, são partes do Clube!

Errar é humano, insistir no erro é burrice!

Pense e veja quão errada é esta tese!

Esclareço também: se você comprar um título, estará colaborando diretamente com o Clube. Como FT você está colaborando com a Ambev!

Você é torcedor da Ambev?

Ajude o Clube a cada vez ser mais forte!

Tomas Lico Martins #2.233 @tomaslico em 15/07/2015 às 21:23

Acabamos de ganhar para o Brasil mais uma medalha de ouro no Pan!

Tiago Simon, nosso atleta, ganhou ouro!

Tomas Lico Martins #2.233 @tomaslico em 15/07/2015 às 21:21

Discordar é natural entre pessoas em uma sociedade democrática, e com certeza, tanto eu como você queremos o melhor para nosso Clube!

Podemos discutir aqui até a exaustão, mas nunca colocar em dúvida nossa paixão pelo Corinthians!

VAI CORINTHIANS!

Paulo #61 @paulo.52 em 15/07/2015 às 20:42

" "

Sr. Lico, não tenho o desejo de aprofundar o debate, pois, como informei, lamentavelmente, o senhor o tangencia, atropela os argumentos e se perde em afirmações sem embasamento jurídico ou estranhas à temática em discussão, além de supor intenções no contendor que ele não possui. Pela última vez:

'A associação é uma pessoa jurídica de direito privado tendo por objetivo a realização de atividades culturais, sociais, religiosas, recreativas etc, SEM FINS LUCRATIVOS, ou seja, não visam lucros e dotadas de personalidade distinta de seus componentes.'

Por fim, quanto à sua 'argumentação' de que pretendo 'passar por cima de direitos estabelecidos juridicamente corretos', digo apenas que ninguém pretende fazer nada sem a concordância dos sócios do Clube Social, e nem seria possível faze-lo à revelia daqueles que, juridicamente, detêm, por delegação dos sócios, o direito de representação da associação clubista SCCP (a não ser que quisessem se aventurar na Justiça numa ação de difícil prognóstico, o que julgo temerário e contrário aos interesses da coletividade corinthiana).

O que proponho é uma solução de consenso, que separe a administração do Clube da administração do futebol, mas que traga melhorias para ambas as partes, pois o Clube é patrimônio histórico, afetivo, moral e cultural da Nação Corinthiana e não poderia ser relegado ao descaso.

Embora o senhor não perceba, ainda, estamos juntos nessa intenção de alavancar o nome do nosso glorioso e amado Corinthians - sim, pois não posso crer que sua luta seja mesquinha e limitada à defesa de privilégios pessoais em detrimento dos corinthianos, até porque seria um contrassenso um corinthiano como o senhor voltar-se contra seus próprios sentimentos! Abraço!

Paulo Paulo Paulo #61 @paulo.52 em 15/07/2015 às 20:42

Sr. Lico, não tenho o desejo de aprofundar o debate, pois, como informei, lamentavelmente, o senhor o tangencia, atropela os argumentos e se perde em afirmações sem embasamento jurídico ou estranhas à temática em discussão, além de supor intenções no contendor que ele não possui. Pela última vez:

'A associação é uma pessoa jurídica de direito privado tendo por objetivo a realização de atividades culturais, sociais, religiosas, recreativas etc, SEM FINS LUCRATIVOS, ou seja, não visam lucros e dotadas de personalidade distinta de seus componentes.'

Por fim, quanto à sua 'argumentação' de que pretendo 'passar por cima de direitos estabelecidos juridicamente corretos', digo apenas que ninguém pretende fazer nada sem a concordância dos sócios do Clube Social, e nem seria possível faze-lo à revelia daqueles que, juridicamente, detêm, por delegação dos sócios, o direito de representação da associação clubista SCCP (a não ser que quisessem se aventurar na Justiça numa ação de difícil prognóstico, o que julgo temerário e contrário aos interesses da coletividade corinthiana).

O que proponho é uma solução de consenso, que separe a administração do Clube da administração do futebol, mas que traga melhorias para ambas as partes, pois o Clube é patrimônio histórico, afetivo, moral e cultural da Nação Corinthiana e não poderia ser relegado ao descaso.

Embora o senhor não perceba, ainda, estamos juntos nessa intenção de alavancar o nome do nosso glorioso e amado Corinthians - sim, pois não posso crer que sua luta seja mesquinha e limitada à defesa de privilégios pessoais em detrimento dos corinthianos, até porque seria um contrassenso um corinthiano como o senhor voltar-se contra seus próprios sentimentos! Abraço!

Tomas #2233 @tomaslico em 15/07/2015 às 20:13

" "

Mais um detalhe: o Corinthians é uma sociedade civil, COM FINS LUCRATIVOS SIM SENHOR!

Por isso paga seus impostos e apresenta em seus balanços os resultados operacionais!

Quem se engana é você, e por isso é muito difícil argumentar, vocês afirmam inverdades como se fossem a mais pura realidade!

Entendeu porque não se pode dar a condição de voto para qualquer um?

Tomas Lico Martins #2.233 @tomaslico em 15/07/2015 às 20:13

Mais um detalhe: o Corinthians é uma sociedade civil, COM FINS LUCRATIVOS SIM SENHOR!

Por isso paga seus impostos e apresenta em seus balanços os resultados operacionais!

Quem se engana é você, e por isso é muito difícil argumentar, vocês afirmam inverdades como se fossem a mais pura realidade!

Entendeu porque não se pode dar a condição de voto para qualquer um?

Paulo #61 @paulo.52 em 15/07/2015 às 18:04

" "

Sr Lico, desculpe-me novamente mas quem faz confusão é o senhor, como já havia dito há pouco! O Corinthians não é uma empresa, o SCCP é uma associação sem fins lucrativos, como o é, por exemplo, uma instituição filantrópica, como a APAE, sem que, creio eu, o senhor ouse dizer que dentro dela se estabeleça uma relação de consumo entre seus dirigentes e os desvalidos que a procuram na busca de cura ou alívio para seus males. O senhor tangencia as questões, busca não enfrenta-las. Mas louvo sua pertinácia em tentar responder às questões colocadas a debate, o que, parece, vem fazendo desde ontem à noite. Mas não se esqueça que o Corinthians nasceu como um time de futebol! Quanto ao fato do Departamento de Futebol pertencer ao Clube, ninguém questiona isso, juridicamente. O que se propugna, exatamente, é que deixe de pertencer, por uma questão de justiça. Não se deseja aqui, creio eu (não conheço os idealizadores da campanha, nem quem quer que seja, neste site, ou, tampouco, dirigentes do SCCP), confrontar os associados do Clube Social, o que se deseja é faze-los ver que um futuro grandioso se descortina para a Instituição Corinthians (que é maior que o Clube, naturalmente). Esse futuro, acredito, só possa ser alcançado - ou só o possa de forma muito mais célere - com a universalização do direito de escolha dos gestores do futebol, que não pode mais ficar restrito a 3 ou 4 mil pessoas, muitas das quais, nem corinthianos são. Abraço!

Tomas Lico Martins #2.233 @tomaslico em 15/07/2015 às 20:07

Meu amigo, você foi claro:

A intenção é passar por cima de direitos estabelecidos juridicamente corretos!(você reconhece isso no seu texto)

Por esse tipo de pensamento o nosso País, lamentavelmente, se encontra arrebentado nos dias de hoje: são sem terra invadindo propriedades privadas, nas cidades as invasões de terrenos públicos resultando em grandes favelas!

Essa complacência governamental nos proporcionou, nas urnas, esses corruptos que hoje dirigem nosso País! É isso que quer para nosso Clube?

Da forma que propõe, teremos dirigindo o Clube um dos 'heróis' de Oruro! E a Diretoria composta pelos outros onze!

Você já pensou a força que o Corinthians teria se os 30 milhões fossem sócios do Clube, pagando suas mensalidades somente para o Clube?

A solução está aí, não é preciso inventar!

COMPRE UM TÍTULO DE SÓCIO

Paulo #61 @paulo.52 em 15/07/2015 às 18:04

" "

Sr Lico, desculpe-me novamente mas quem faz confusão é o senhor, como já havia dito há pouco! O Corinthians não é uma empresa, o SCCP é uma associação sem fins lucrativos, como o é, por exemplo, uma instituição filantrópica, como a APAE, sem que, creio eu, o senhor ouse dizer que dentro dela se estabeleça uma relação de consumo entre seus dirigentes e os desvalidos que a procuram na busca de cura ou alívio para seus males. O senhor tangencia as questões, busca não enfrenta-las. Mas louvo sua pertinácia em tentar responder às questões colocadas a debate, o que, parece, vem fazendo desde ontem à noite. Mas não se esqueça que o Corinthians nasceu como um time de futebol! Quanto ao fato do Departamento de Futebol pertencer ao Clube, ninguém questiona isso, juridicamente. O que se propugna, exatamente, é que deixe de pertencer, por uma questão de justiça. Não se deseja aqui, creio eu (não conheço os idealizadores da campanha, nem quem quer que seja, neste site, ou, tampouco, dirigentes do SCCP), confrontar os associados do Clube Social, o que se deseja é faze-los ver que um futuro grandioso se descortina para a Instituição Corinthians (que é maior que o Clube, naturalmente). Esse futuro, acredito, só possa ser alcançado - ou só o possa de forma muito mais célere - com a universalização do direito de escolha dos gestores do futebol, que não pode mais ficar restrito a 3 ou 4 mil pessoas, muitas das quais, nem corinthianos são. Abraço!