Análise detalhada - Jô, Pratto, Borja e Ricardo Oliveira

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Bruno #4.886 @bruno.cappi em 11/02/2017 às 10:39

Fala, galera. Dando uma olhada no Face ontem, vi uma certa página desprovida de mundial e cópia do nosso menino mil grau - vocês já devem ter sacado - fazendo um post com o título 'cada um tem o centroavante que merece', em que enobrece o trio Borja, Pratto e Ricardo Oliveira e ridiculariza nosso atacante Jô. Na hora eu achei um absurdo, e então decidi pesquisar melhor para trazer pra vocês uma análise um pouco mais detalhada para muní-los de argumentos quando se depararem com esse tipo de chacota provinda de terras sem mundial e afins.

Inicialmente, gostaria de traçar o foco da análise. Em se tratando de centroavantes, o principal ponto a se analisar é bola na rede, não é? Mas observando a diferença entre esses 4 envolvidos, fica difícil comparar quantidade, então decidi comparar a quantidade em relação ao número de jogos: a média de gols por jogo. Também destaco que preferi usar somente os dados em clubes, já que as estatísticas em seleções dos 4 jogadores não são tão relevantes. Mais detalhes aparecerão durante o texto. Ademais, inicialmente eu usei como fonte a Wikipedia, mas, já prevendo eventuais choros, usei o soccerway, que creio ser mais dotado de 'credibilidade', apesar de os números terem saído bem parecidos...

Vamos começar com Ricardo Oliveira, sem dúvidas o mais consagrado dos 4, e o único cujos números o tornam incontestável. Ricardo Oliveira tem incríveis 236 gols em 410 jogos, o que lhe confere a média de 0.57 gols por jogo - a maior dos 4, disparada. É um jogador vitorioso, dispensa apresentações, e chega a ser injusto compará-lo com os outros 3, pois os números são imensamente superiores. Talvez não bata o Jô em títulos importantes, mas, no geral, na minha humilde opinião, é o melhor dos 4.

Indo para Borja, esse o mais novo dos 4, com 24 anos. Engana-se quem pensa que Borja sempre foi esse sucesso todo. Até o ano de 2016, o jogador acumulava passagens por inúmeros clubes, e sem sucesso em nenhum. Sua média de gols em 2016 beira 1 gol por jogo, o que é um absurdo, mas, em toda a sua carreira, Borja tem 0.37 gols por jogo, número extraído de seus 66 gols em 174 jogos. É um jogador promissor, no momento parece ser o mais eficiente dos 4, mas é bom mencionar que o nível do campeonato colombiano não é tão bom assim... Enfim, resta saber se ele será o Borja de 2016 ou o Borja do resto da sua carreira...

Passando para Lucas Pratto, esse que é um bom atacante, mas tem sido muito superestimado ultimamente... Pratto é um caso parecido com Borja, embora seja 4 anos mais velho. E digo que é parecido porque também demorou a encontrar a sua melhor performance, a julgar pelo fato de que, até chegar ao Velez, também já tinha passado por diversos clubes, também sem sucesso. Os números de Pratto talvez assustem-nos, já que, como eu disse, se trata de um jogador um tanto quanto superestimado... Pratto possui média de 0.35 gols por jogo, com seus 117 gols em 331 jogos. E cabe ressaltar que, em sua melhor fase, no Atlético, marcou 42 gols, mas sendo 10 de pênalti, e só ganhou um título mineiro... Pergunte para um atleticano quem foi mais importante, Pratto ou Jô...

E com isso chegamos ao nosso centroavante, Jô. Considerado 'patinho feio' por muitos, os números de Jô mostram uma realidade diferente... De fato, ele possui a menor média de gols dos citados, mas acho que 0.32 de média, frente a 0.35 de Pratto e 0.37 de Borja, não é algo que justifique tamanho preconceito com o jogador... São 122 gols em 377 jogos. Em uma análise fria, Pratto parece levar a melhor de longe, visto que são apenas 5 gols a menos, mas também 40 jogos a menos... Mas uma estatística interessante diz respeito a quantidade de minutos jogados: cerca de 14 mil por Jô, frente a 19 mil de Pratto. Então sim, Jô tem mais jogos, mas menos tempo em campo... Isso reflete muito o período em que entrou por 5,10 minutos por jogo quando surgiu no Corinthians, bem como seu 'fracasso' na Inglaterra, onde também entrou pouco tempo. Em títulos, porém, Jô tem talvez o melhor currículo dos 4, competindo apenas com Ricardo Oliveira, também devido a enorme extensão de sua carreira...

Enfim, essa foi a análise dos 4 centroavantes dos times paulistas... Espero que tenha sido útil e demonstrativa. É importante ressaltar a proximidade nos números dos 3 mais mencionados, então se Borja e Pratto são grandes atacantes, Jô também é. Ou se Jô é ruim, os dois também são. Talvez o que mais pese contra Jô seja o momento atual, visto que nos últimos anos o jogador não esteve em evidência, como Borja no ano passado, por exemplo. Mas aí há mais preconceito com nosso atacante, já que, quanto a Pratto, no ano passado passou boa parte do tempo no banco de reservas ou atuando de ponta, e em 2015, mais da metade de seus gols foram marcados de pênalti, tendo, inclusive, feito menos gols que outro contestado do Corinthians, Vagner Love...

Cabe a nós confiar em Jô, e defendê-los de críticas infundadas. Temos um grande atacante, saibamos valorizá-lo como tal.

882 visualizações e 40 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

@nder&on Roberto #641 @boltimao em 11/02/2017 às 11:38

Acho o Jô bom jogador. Futebol e momento, não passado e história.

Momento do Pratto e do Borja é melhor.

Só isso.

Quando o Corinthians terminou o campeonato, numca vi o nome do Jô citado aqui

Eu vi, Gustavo bou, marco Ruben, Téo Gutierrez, portker, Borja, berrio, Tardelli, marinho, entre outros e engraçado o do Jô numca foi citado porque?

Responde ai

Alexandre, O Grande! #131 @alexandress30 em 11/02/2017 às 10:49

Estamos em começo de temporada, gente. Cada um posta aquilo que quer, mas vamos com calma, sim?

Últimas respostas

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 15:48

Jô precisa de assistências, mas o time como um todo não cria situações para isso.

Publicidade

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 03:07

Suarez que se cuide, eu sabia!

Lucas Alves #168 @lucas.alves117 em 12/02/2017 às 03:06

Os 3 são bons e o Jô é ruim, fim de papo.

Sobe o Carlinhos que é muito melhor. Vai ser o Gabriel Jesus alto.

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 03:03

Isso, isso, isso.

Alexandre, #131 @alexandress30 em 11/02/2017 às 10:49

" "

Estamos em começo de temporada, gente. Cada um posta aquilo que quer, mas vamos com calma, sim?

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 03:03

Se ele bebado foi pra seleção, sem cana ele vai para o barça, se tá ligado né, Rema?

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 02:58

O vovo?

Bruno #4886 @bruno.cappi em 11/02/2017 às 13:12

" "

Caso tenha lido com atenção, eu disse que, pra mim, o melhor dos 4 é o Ricardo Oliveira, então seria ele quem eu escolheria.

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 02:58

Mas o problema é que ele é lento.

Bruno #4886 @bruno.cappi em 11/02/2017 às 13:17

" "

A bola pouco chega nele. Com o tempo e, principalmente, com a chegada do Jadson, os gols sairão naturalmente.

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 02:57

Esse cara é muito engraçado.

Thiago #389 @thiagunner em 12/02/2017 às 02:39

" " Kkk é rir pra não chorar.

André Anjos #9 @andre.anjoss em 12/02/2017 às 02:57

Sim, momentos...

@nder&on #641 @boltimao em 11/02/2017 às 11:38

" "

Acho o Jô bom jogador. Futebol e momento, não passado e história.

Momento do Pratto e do Borja é melhor.

Só isso.

Quando o Corinthians terminou o campeonato, numca vi o nome do Jô citado aqui

Eu vi, Gustavo bou, marco Ruben, Téo Gutierrez, portker, Borja, berrio, Tardelli, marinho, entre outros e engraçado o do Jô numca foi citado porque?

Responde ai

Thiago Rodrigues #389 @thiagunner em 12/02/2017 às 02:39

Kkk é rir pra não chorar.