Neco - Nosso primeiro ídolo

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Bel #1.131 @gabriel.fraga1 em 24/02/2017 às 18:29

Neco, o primeiro grande ídolo Corinthiano com uma história incrível de amor ao clube..
Conquistou 2 tricampeonatos paulista (1922,1923,1924 e 1928,1929,1930) possui outros 2 títulos (1914 primeiro título da história Corinthiana e 1916) sendo até hoje o jogador recordista com um total de 8 títulos paulistas.
Foi o jogador que vestiu a camisa corintiana por mais tempo, jogou por 17 anos onde também teve a oportunidade de ser técnico.

194 visualizações e 16 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

All Colatra #75 @all.colatra em 24/02/2017 às 19:38

O primeiro e o maior de todos, mas hoje com tanto dinheiro envolvido é impossível alguém sequer chegar perto do que foi esse cara, quem já leu a respeito sabe do que estou falando.

Últimas respostas

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 25/02/2017 às 04:46

Maior ídolo da história do SCCP, é um exemplo a ser seguido, essa frase deveria estar em todos os cantos da arena e do CT.

Publicidade

Nelson Figueiredo #1.983 @nelson.figueiredo1 em 25/02/2017 às 04:10

Esse sim é um verdadeiro ídolo. Qual é o jogador que faria o que ele fez?

Não existe fora de série.

Fabricio Lima #1.857 @fabricio.lima4 em 25/02/2017 às 02:23

Certa vez vi um vídeo no youtube de uma entrevista dele nos anos 70...ele bem velhinho, mas bem lúcido...Quando o clube não tinha bola pra treinar ele deu até bola para o clube... 20 anos dedicados só por amor...Digno da estátua que tem no clube...

Gustavo Rodriguez #1.153 @gustavo.rodriguez1 em 25/02/2017 às 00:37

Merece ser fixado nos tópicos!

#IssoÉcorinthians

#NossaHistória

Renato Magalhaes #9 @rmagalhaes em 24/02/2017 às 21:12

Outros tempos..que devoção, amor eterno.

Francisco Marcondes #782 @francisco.marcondes em 24/02/2017 às 19:57

é claro que eram outros tempos, mas diz a história que este sim representou, jogar somente por amor ao clube, e ainda tirando dinheiro do bolso? Os jogadores de hoje que tem que ver uma matéria desta, lógico que são profissionais, tem contrato, tem que receber, mas jogar também né? Este neco, que coisa hein pessoal... Que lenda para nosso Timão! E ainda falam que defendia tanto o clube no futebol quanto na briga, não existe aquela famosa frase que alguns dizem que realmente existiu, já outros falam que foi lenda, mas que seria engraçado, ah seria, ' tira a cinta neco' kkkkkkkkkk! E ele obedecendo a torcida e correndo atrás do Felipe melo com a cinta na mão...kkkkkkk! Com certeza a fiel ia ao delirio!kkkkkkkkkkkkkkk!

All Colatra #75 @all.colatra em 24/02/2017 às 19:38

O primeiro e o maior de todos, mas hoje com tanto dinheiro envolvido é impossível alguém sequer chegar perto do que foi esse cara, quem já leu a respeito sabe do que estou falando.

Rafael R #727 @rafaellima13 em 24/02/2017 às 19:27

Isso mesmo! Valeu por compartilhar, essa história é muito boa!

Bel #1131 @gabriel.fraga1 em 24/02/2017 às 18:51

" "

Hahaha bem lembrado, Rafael

Neco era sangue nos 'zói'

'Os jogos entre Corinthians e Palmeiras (que na época era denominado de Palestra Itália) eram marcados pelas confusões que rolavam dentro do campo – é daí que podemos dizer também sobre a rivalidade eterna entre os dois times. Em um desses jogos, no dia 5 de dezembro de 1920, o Timão vencia por 2x1, quando Neco se chocou com o goleiro alviverde, o Primo. Os dois, irritados, começaram a brigar e o tempo fechou. Naquele período, os jogadores usavam cinto nos calções, para que o mesmo não caísse durante a partida. Com os ânimos alterados, Neco arrancou o cinto e saiu acertando o goleiro adversário.

Depois desse acontecimento era comum ouvir das arquibancadas a torcida gritando “Tira a cinta, tira a cinta!” sempre que acontecia algo que não era do agrado da Fiel. Num jogo, em 1928, contra a Portuguesa, esse mesmo episódio também aconteceu. Foi no Parque São Jorge, após o juiz confirmar um gol duvidoso do Corinthians. Os dirigentes da Lusa invadiram o campo revoltados e, claro, Neco ameaçou tirar o cinto mais uma vez e acertar em todos. Dizem que até para o juiz sobrou cintada!'

Lied Show #3.903 @rocha em 24/02/2017 às 19:08

Muito bom termos essas histórias por aqui!

Bel 1910 #1.131 @gabriel.fraga1 em 24/02/2017 às 18:51

Hahaha bem lembrado, Rafael

Neco era sangue nos 'zói'

'Os jogos entre Corinthians e Palmeiras (que na época era denominado de Palestra Itália) eram marcados pelas confusões que rolavam dentro do campo – é daí que podemos dizer também sobre a rivalidade eterna entre os dois times. Em um desses jogos, no dia 5 de dezembro de 1920, o Timão vencia por 2x1, quando Neco se chocou com o goleiro alviverde, o Primo. Os dois, irritados, começaram a brigar e o tempo fechou. Naquele período, os jogadores usavam cinto nos calções, para que o mesmo não caísse durante a partida. Com os ânimos alterados, Neco arrancou o cinto e saiu acertando o goleiro adversário.

Depois desse acontecimento era comum ouvir das arquibancadas a torcida gritando “Tira a cinta, tira a cinta!” sempre que acontecia algo que não era do agrado da Fiel. Num jogo, em 1928, contra a Portuguesa, esse mesmo episódio também aconteceu. Foi no Parque São Jorge, após o juiz confirmar um gol duvidoso do Corinthians. Os dirigentes da Lusa invadiram o campo revoltados e, claro, Neco ameaçou tirar o cinto mais uma vez e acertar em todos. Dizem que até para o juiz sobrou cintada!'

Rafael #727 @rafaellima13 em 24/02/2017 às 18:37

" "

Ele tem aquela história interessante envolvendo um cinto né? Hahahaha

1 a 10 de 15 respostas