Carille diz que não ouve torcida do Corinthians

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Greg #7.486 @greg.rolim em 02/02/2018 às 02:13

O técnico Fábio Carille ainda não decidiu se vai apostar em Júnior Dutra ou Kazim para enfrentar o Novorizontino, domingo, pelo Campeonato Paulista.

O treinador chegou a testar o turco entre os titulares nas atividades de quarta e quinta-feira, mas só definirá quem jogará na sexta. Mas fez questão de sair em defesa do tão criticado atacante nesta quinta, em entrevista coletiva realizada no CT Joaquim Grava, e afirmou que não dá ouvidos para os pedidos da torcida.

'Primeiro, peço que o torcedor acredite em quem está aqui. Fazemos pensando no melhor para o Corinthians e não escuto (a torcida). Se escutasse, não teria o escalado contra o Avaí. Respeito todos os atletas e não desisto de nenhum. Se ele vai começar jogando ou não, não quer dizer que está fora', disse o treinador, lembrando o gol decisivo marcado por Kazim no Campeonato Brasileiro de 2017 contra o Avaí.

1.510 visualizações e 39 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Evandro Carlos @evandro.carlos1 em 02/02/2018 às 02:31

Se técnico ouvisse torcida pra escalar, acho que hoje estaríamos com Matheus Cassini, Matheus Pereira, Pedrinho e Carlinhos.
E tirando os outros craques que não escalaram né

Anderson Silva Barreto #694 @anderson.silva.barre em 02/02/2018 às 03:38

Certo ele, pode errar aqui ou ali, mas se for pra escutar torcida briga pra não cair

Últimas respostas

Eronildo Ferreira Dos Santos Junior #443 @eronildo em 02/02/2018 às 19:19

Por isso se tornou o padrinho do Giovanni Augusto em 2017, e em 2018 tá apadrinhando o Kazim.

Publicidade

Danilo Avelar #1.561 @deusmero em 02/02/2018 às 18:54

Tá certo. Se for para ficar ouvindo a torcida para tomar decisões, pega o boné e sai.

Qualquer um pode ser técnico do Corinthians e fazer isso. Eu posso chegar lá, fazer uma enquete com a torcida e escalar o time também.

Técnico é bom porque ele sabe melhor que a torcida sobre o próprio time.

Samuel Vieira #406 @samuel.vieira2 em 02/02/2018 às 18:29

O seu comentário mostra como você está errado

André Moretti #65 @ice.cube em 02/02/2018 às 18:28

Douglas Tanque, Isaac...

Evandro @evandro.carlos1 em 02/02/2018 às 02:31

" "

Se técnico ouvisse torcida pra escalar, acho que hoje estaríamos com Matheus Cassini, Matheus Pereira, Pedrinho e Carlinhos.
E tirando os outros craques que não escalaram né

André Moretti #65 @ice.cube em 02/02/2018 às 18:27

Não tem que ligar pra torcida mesmo, principalmente nas Redes ''Anti-Sociais''.

All Colatra #76 @all.colatra em 02/02/2018 às 17:26

Treinador que ouve a torcida tem que ser mandado embora no dia seguinte, ele que é o profissional da área, ele que estudou para isso, ele que trabalha todos os dias, ele que é muito bem remunerado para tomar suas decisões, então ou ele faz o que suas convicções mandam ou vai embora e o clube faz uma enquete com a torcida para ver quem entra em campo...

Márcio Ramos #3.309 @mmr81 em 02/02/2018 às 14:04

Eu respeito a opinião do Carille. Por enquanto ele tem carta branca pra escalar o Kazin. O time tá vencendo.

Lukas Emanuel #7.187 @lukas.emanuel em 02/02/2018 às 13:56

Tite ouvia... Melhorou muito nesse quesito... Ganhando pode tudo... Deixa perder três seguidas p ver

Felipe Ojeda #4.292 @felipe.ojeda em 02/02/2018 às 13:07

Certo ele. A torcida é emoção, ele está lá vendo os treinamentos, equilibrando a equipe, equilibrando O VESTIÁRIO, gerindo. Se fosse ouvir a torcida, o zagueiro Felipe jamais teria tido uma chance com Tite, Dourado teria sido comprado a um preço absurdo com um salário de estrela, Rodriguinho não teria tido a chance de se destacar no time… O emprego dele depende do trabalho dele, ele não vai brincar em serviço. Se mantém o Kazim como titular só enxergo dois motivos: 1) quer dar a chance a ele de ter uma sequencia de jogos e mostrar seu valor; ou 2) quer que ele perca a vaga de titular de forma sutil e sem qualquer revolta de vestiário. Assim como Tite fazia.

Douglas Shimaz #107 @duguinha2shae em 02/02/2018 às 12:43

Tá certo o nosso comandante Carille!

Tem que seguir com suas conviccoes em prol do modelo de jogo e trabalhar quem esta no grupo...

Escolha dos jogadores passa muito mais pela característica, para entender e adaptar ao sistema de jogo

Quem já esta no grupo, já larga na frente, porque possui esse entendimento e entrosamento...

Quem chegou agora, vai adaptar e no dia a dia vai se candidatar para oportunidades graduais...ate para não queimar jogador sem necessidade

E TODOS possuem virtudes/deficiencias...(algo básico mas que o torcedor parece ignorar ou com essa dificuldade de compreender)

Até porque maioria dos torcedores vivem o momento, analises rasas...

Pouco entendem do mecanismo jogo coletivo do time...quais caracteristicas de jogadores que melhores encaixam ou aqueles mais aptos com rápida adaptacao...

Se até hoje questionam o extremo com capacidade física e compreensão na fase defensiva...feitos do Romero que não valorizados pela torcida mas sim para o grupo porque é o jogador de lado com maior lastro físico e garantia que fechar 2a linha, pressionar e encurtar espaco, justamente para não sobrecarregar linha defensiva posicionada..

2018 e o mais escuto ainda é ' atacante beirada que marca e não faz gol não serve...'

Problema que vivemos numa sociedade de rotulos...a eterna critica por antecipacao...

Convivemos com a eterna bipolaridade do apoiador incondicional x mal-humorado que só consegue apontar erros

Que tal considerar as deficiencias e enaltecendo qualidades de cada um?

No geral, torcedores de futebol entendem pouco do jogo, são impacientes e adoram perseguir jogadores de forma covarde

Futebol é a relação e a soma de vários fatores...

Não façam análises tão simplórias de situações tão complexas...futebol real vai além de escalar como no videogame..

Muito simplorio avaliar somente no ame ou odeie mas entendivel porque pensamento do futebol brasileiro é assim...

Torcedor avaliando e cobrando jogador, é preciso fazer com entendimento do que ele é, e não do querem que sejam...

Comandar e ter controle, dar 'unidade coletiva' para um grupo nunca é fácil...

Por isso...Carille esta certo...nao tem que dar ouvidos do que a 'midia e torcida' impoe...