Venha fazer parte da KTO
x

Ceará 3 x 1 Corinthians - Brasileirão 2022

Brasileirão 2022 - Ceará 3 x 1 Corinthians

Partida de futebol entre Ceará 3 x 1 Corinthians nBrasileirão 2022

https://www.meutimao.com.br/jogo/7277/brasileirao_2022/ceara-3-x-1-corinthians

02:00

2022-07-16T21:00:00

Castelão

Endereço: Avenida Alberto Craveiro, 2901, Fortaleza, CE, Brasil

Ceará 3 X 1 Corinthians

Brasileirão 2022
16 de julho de 2022, 21:00
Ceará 3 x 1 Corinthians
Castelão, Fortaleza, CE.
Duelo 28 de 29 confrontos

Sobre a Partida

Corinthians toma virada e perde para o Ceará fora de casa pelo Campeonato Brasileiro

O Corinthians teve o começo dos sonhos e um final de pesadelo na noite deste sábado, contra o Ceará, no Castelão. Depois de sair na frente com Róger Guedes, em belo chute de fora da área, viu Bruno Pacheco e Vina virarem ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Cléber fechou o placar e determinou 3 a 1 para os donos da casa.

O resultado faz com que o clube do Parque São Jorge estacione nos 29 pontos e perca mais uma chance de reassumir a liderança do Campeonato Brasileiro, ainda que provisoriamente. Para piorar, o Palmeiras, primeiro colocado, com 30, ainda joga na rodada, na segunda-feira, e pode abrir quatro pontos de vantagem.

Anota aí - O Timão volta a entrar em campo na quarta-feira, dessa vez na Neo Química Arena. Em casa, os comandados de Vítor Pereira enfrentam o Coritiba, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Escalação

O Corinthians segue com os desfalques de Maycon, Fagner, Renato Augusto e Júnior Moraes. Os dois primeiros já estão treinando normalmente, mas não viajaram. Já os dois últimos estão no departamento médico. O goleiro Cássio também entrou para a lista de ausências por uma dor na lombar.

Assim, o Timão foi a campo com: Matheus Donelli; Bruno Méndez, Gil, Raul Gustavo e Fábio Santos; Cantillo, Du Queiroz, Adson e Giuliano; Gustavo Silva e Róger Guedes.

Corinthians escalado para enfrentar o Ceará

Meu Timão

O Ceará, por sua vez, teve João Ricardo, Nino Paraíba, Messias, Bruno Pacheco, Richardson, Mendoza, Luiz Otávio, Richard C., Vina, Lima e Cléber.

O jogo

Primeiro tempo

O Corinthians começou a partida com o cenário dos sonhos para quem busca um jogo controlado fora de casa. Logo aos três minutos de bola rolando, Róger Guedes recebeu na frente de Gustavo Mosquito e encarou a marcação de Messias. Sem mais delongas, na intermediária, acertou belo chute, no ângulo de João Ricardo.

O gol fez muito bem ao Timão, que pressionou a saída de bola do adversário e recuperou bolas praticamente quando quis. Róger Guedes, mesmo sendo mais baixo e menos forte que a dupla de zaga adversária, conseguiu se dar bem nos duelos individuais e o segundo gol parecia questão de tempo.

Em uma chance, o 9 sofreu falta clara na entrada da área, ignorada por Vuaden. Pouco depois, Róger recebeu em contragolpe e serviu Du Queiroz, que passava pelo lado direito. O volante, porém, tentou chutar de chapa e, com a bola quicando no gramado ruim do Castelão, acabou isolando.

Sabedor da dificuldade de trabalhar a bola, o Ceará passou a apostar em bolas diretas para o centroavante Cléber e o lateral-direito Nino Paraíba. Com uma série de escanteios, acabou chegando em um desses lances.

Vina cobrou na área, Raul Gustavo afastou e Bruno Pacheco pegou a sobra de primeira, dentro da área. A bola acabou encobrindo o goleiro Matheus Donelli e entrou no meio do gol corinthiano.

O tento melhorou o desempenho dos donos da casa, que até passaram a alternar jogo entre Mendoza e Nino Paraíba. Mais uma vez, porém, o placar só foi alterado em um chute de rara felicidade: Méndez cortou cruzamento de Mendoza e a bola sobrou para Vina na entrada da área, livre.

Como Cantillo, Du e Giuliano haviam entrado na área, o meia teve liberdade para acertar um lindo chute, no ângulo de Donelli, que nada podia fazer. O cenário, que parecia dos sonhos, se inverteu ainda antes do intervalo.

Os corinthianos tentaram trabalhar mais a bola a partir do momento em que ficaram atrás do marcador, mas o time mostrou dificuldade de empurrar o Ceará para trás. A melhor chance até o descanso foi do centroavante Cléber, que girou e chutou para defesa segura de Donelli.

Segundo tempo

Preocupado com a falta de força física do Corinthians, Filipe Almeida sacou dois dos jogadores menos privilegiados nesse sentido: Cantillo e Adson. Entraram para a etapa final Roni e Lucas Piton, esse último mais uma vez com a missão de ser um ponta-esquerda para a equipe corinthiana.

Roni apareceu logo de cara arriscando chute de fora área, algo que nenhum dos meias corinthianos havia tentado no primeiro tempo. Um contra-ataque adversário, no entanto, fez Fábio Santos desabar de cansaço e já mudou o posicionamento de Piton: Giovane entrou na ponta e Rafael Ramos virou o lateral na vaga de Méndez.

O Corinthians aumentou sua produção ofensiva, ainda que sofresse para impor algum ritmo dentro de campo pelas sucessivas paradas para atendimento médico de jogadores do Ceará. Em algumas dessas brechas, quase saiu o empate corinthiano.

Após escanteio cobrado na área, a bola sobrou para Giovane, pelo lado esquerdo. O garoto dominou e tocou entre as pernas do zagueiro, achando Roni na pequena área. O volante, na corrida, não conseguiu finalizar para o gol vazio, explodindo a bola no travessão da equipe cearense.

O susto corinthiano fez com que mais jogadores adversários pedissem atendimento e o jogo tivesse quase um roteiro: o Corinthians tentava acelerar, errava, o Ceará recuperava e finalizava. Após essa sequência, algum atleta da casa caía ao solo pedindo intervenção médica ou substituição.

Cansado, o Timão foi cada vez mais impreciso até que, em uma bola esticada por Rafael Ramos, a zaga adversária dominou o lance e conseguiu sair por baixo pela primeira vez no jogo. Vina recebeu livre nas costas dos volantes e teve tempo e espaço para achar Cléber. O centroavante correu nas costas de Raul. Donelli não saiu do gol e o atacante teve a calma para finalizar e fechar o placar.

Ficha técnica de Ceará 3 x 1 Corinthians

Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Governador Plácido Castelo, Fortaleza, CE
Data: 16 de julho de 2022 (sábado)
Horário: 21h00 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden
Assistentes: Rafael da Silva Alves e Tiago Augusto Kappes Diel
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Gols: Bruno Pacheco, Vina e Cléber (Ceará); Róger Guedes (Corinthians)
Cartões amarelos: Cléber (Ceará); Giovane (Corinthians)
Público: 28.683 pagantes
Renda: R$ 595.252,00

CEARÁ: João Ricardo; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Michel Macedo); Lima (Sobral), Richard e Richardson (Lindoso); Vina, Mendoza (Dentinho) e Cléber (Zé Roberto).
Técnico: Marquinhos Santos

CORINTHIANS: Matheus Donelli; Bruno Méndez (Rafael Ramos), Gil, Raul Gustavo e Fábio Santos (Giovane); Du Queiroz, Cantillo (Lucas Piton) e Adson (Roni); Giuliano (Xavier), Gustavo Silva e Róger Guedes.
Técnico: Filipe Almeida

Notas dadas aos personagens da partida

Titulares

Reservas

Treinador

Árbitro

Comente a partida: Ceará 3 x 1 Corinthians

  • Últimos comentários

    Leroyrider Rider
    Foto do perfil de Leroyrider Rider

    Leroyrider 5 comentários

    3868º. @leroyrider.rider em

    Pra mim tudo forjado essas coisas, deve levar dinheiro p perder, não é possível... Os times que não ganham de ninguém e está na zona de rebaixamento ganha todas do Corinthians... Já era para sermos campeões antecipado só de pontos que perdemos p esses times, que com todo respeito, não tem time e ganha do Corinthians? Não é possível... Acho que estão cagando p brasileiro.

  • Publicidade

  • Fernando Romano
    Foto do perfil de Fernando Romano

    Fernando 39 comentários

    3867º. @fernando.romano1 Apoiador em

    Hoje o técnico foi o Filipe Almeida, estagiário, VP está suspenso... Não sejam preguiçosos como o Corinthians hoje kkkkkk