Venha fazer parte da KTO
Juventude x Corinthians

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai perdendo do Juventude

Acompanhe ao vivo
x

Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR - Sul-Americana 2024

Sul-Americana 2024 - Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR

Partida de futebol entre Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR nSul-Americana 2024

https://www.meutimao.com.br/jogo/8119/sul-americana_2024/corinthians-4-x-0-nacional-par

02:00

2024-04-09T19:00:00

Neo Química Arena

Endereço: Avenida Miguel Ignácio Curi, São Paulo, SP, Brasil

Corinthians 4 X 0 Nacional-PAR

Sul-Americana 2024
09 de abril de 2024, 19:00
Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR
Neo Química Arena, São Paulo, SP.
Duelo 3 de 3 confrontos

Sobre a Partida

Corinthians goleia e conquista primeira vitória na Sul-Americana diante do Nacional

Na noite desta terça-feira, o Corinthians fez seu primeiro jogo como mandante na Sul-Americana 2024. Na Neo Química Arena, o Timão bateu o Nacional, do Paraguai, por 4 a 0 e conquistou a primeira vitória na competição.

Desde o primeiro minuto, o adversário alvinegro deixou claro que permaneceria postado em seu setor defensivo. Desta forma, o elenco comandado por António Oliveira começou a partida apresentando um ritmo frenético e procurando alternativas de jogadas. Com muitas chances desperdiçadas, Romero foi o único que balançou as redes.

A segunda etapa foi iniciada de forma mais faltosa, o que rapidamente deixou o Nacional com um jogador a menos. Com isso, o Corinthians se lançou ao ataque e conseguiu balançar as redes mais três vezes, com Yuri Alberto, novamente Romero e Pedro Raul. O segundo gol do paraguaio, inclusive, foi histórico, já que fez o camisa 11 se tornar o maior artilheiro da história da Neo Química Arena e o maior goleador estrangeiro do Timão.

Com o triunfo, o Timão chegou aos quatro pontos e aparece ao lado do Racing, do Uruguai, na liderança da chave, com o Corinthians levando a melhor por conta do saldo de gols. O clube uruguaio surpreendeu e bateu o Argentinos Juniors, fora de casa, por 3 a 0. A equipe argentina aparece em terceiro com três pontos, enquanto o Nacional, zerado, é o lanterna.

Anota aí, Fiel - O próximo compromisso do Corinthians será válido pelo Campeonato Brasileiro. Na rodada inaugural do torneio, o elenco alvinegro encara o Atlético-MG. A bola rola no próximo domingo, na Neo Química Arena, às 16h.

Escalação

Para a partida, António Oliveira optou por fazer mudanças na equipe da última semana, escalando Fausto Vera e Romero nos lugares de Breno Bidon e Pedro Raul. Sendo assim, o Corinthians foi a campo com: Cássio; Fagner, Félix Torres, Gustavo Henrique e Hugo; Raniele, Fausto Vera e Rodrigo Garro; Romero, Wesley e Yuri Alberto.

Escalação Corinthians

Meu Timão

No banco de reservas, o Corinthians contou com mais 12 jogadores à disposição, sendo: Carlos Miguel, Matheus Donelli, Matheus França, Matheus Bidu, Raul Gustavo, Cacá, Breno Bidon, Paulinho, Igor Coronado, Gustavo Mosquito, Pedro Henrique e Pedro Raul.

O Nacional, sob o comando de Víctor Bernay, entrou em campo com: Antony Silva; Juan Luis Alfaro, Brian Blasi, Claudio Núñez, Daniel Rivas, Orlando Gaona Lugo, Leandro Meza, Juan Alfaro, Blas Cáceres, Gustavo Caballero e Tiago Caballero.

O jogo

Primeiro tempo

Com a necessidade da vitória e o apoio da Fiel, o Corinthians iniciou a partida apresentando um bom ritmo no setor ofensivo. Através de jogadas trabalhadas, principalmente pelas laterais, o Timão chegava com perigo, mas sem uma grande finalização.

Mesmo com a postura de tentar surpreender o adversário com um gol logo no início, o Timão pecava no último passe. Neste momento, Rodrigo Garro era o principal responsável por orquestrar a equipe em lances no ataque.

O Nacional, por sua vez, se posicionava todo no campo de defesa e não conseguia organizar um contra-ataque. Com isso, quando o adversário tinha a bola, a posse logo voltava para algum jogador alvinegro.

Aos 13 minutos, na primeira investida do Nacional, Hugo acabou cometendo falta perto da grande área. Na cobrança, a bola acabou indo por cima da meta defendida por Cássio, sem levar muito perigo.

Com pouca criatividade, Wesley passou a ser acionado com mais frequência. Aos 15 minutos, o jovem conseguiu ganhar um escanteio após jogada individual. Na cobrança, jogadores do Timão tentaram uma cabeçada, mas a bola subiu demais.

Em uma destas jogadas laterais, Wesley encontrou Fausto livre na entrada da área. O argentino arriscou a finalização, que acabou saindo errada e parou nos pés de Romero. O camisa 11 finalizou rasteiro e marcou o primeiro gol do Corinthians na partida.

Depois de abrir o placar, o Timão permaneceu no campo de ataque, para que a vantagem aumentasse ainda na primeira etapa. O Nacional, mesmo com o resultado adverso, seguiu postado no setor defensivo.

Sem que o adversário se jogasse ao ataque, o Corinthians teve que seguir apostando em jogadas laterais. Aos 30 minutos, Romero fez bonita jogada individual pelo lado esquerdo e rolou para Yuri Alberto, que chegava de trás. O camisa 9, porém, não pegou bem na bola, que saiu lentamente para a linha de fundo.

Com a sequência de boas oportunidades, o Timão se animou. No lance seguinte, Wesley cortou para o meio e encontrou Yuri Alberto livre na área. O atacante deu um toque por baixo do goleiro, mas a bola acabou desviada e foi se encaminhando lentamente para o gol. A defesa, no entanto, afastou a clara chance.

O Corinthians seguiu pressionando e acumulou mais alguns lances de perigo. Em uma oportunidade na área, a defesa afastou a bola, que acabou sobrando para Félix Torres. O equatoriano acabou furando a finalização.

Aos 41 minutos, o lateral Fagner quase fez um golaço na Neo Química Arena. O camisa 23 arriscou finalização de longa distância e a bola passou raspando a trave da meta adversária. A arbitragem viu desvio na marcação e, com isso, sinalizou o escanteio. Na cobrança, a bola quase sobrou para Yuri Alberto apenas empurrar para as redes.

Na sequência, o Timão ainda teve algumas oportunidades que não levaram um grande perigo. Desta forma, o primeiro tempo foi encerrado com o placar parcial de 1 a 0 para o elenco comandado por António Oliveira.

Segundo tempo

O técnico António Oliveira resolveu voltar para a segunda etapa sem promover substituições no Corinthians. No entanto, uma mudança na postura pôde ser observada nos primeiros minutos, já que a equipe trabalhava a bola com mais paciência, sem aumentar o ritmo.

Mesmo sem uma alta intensidade, a primeira chance surgiu logo aos dois minutos. Wesley recebeu pela esquerda, cortou para o meio e arriscou a finalização, que acabou desviada e terminou em escanteio.

Nestes minutos iniciais da etapa final, o número de entradas mais duras aumentou. Com isso, o clima passou a ficar mais pesado e os cartões começaram a ser distribuídos. Consequentemente, as chances diminuíram.

Este aumento de entradas mais duras, como era de se esperar, rendeu um cartão vermelho logo aos 14 minutos. Arevalo, que foi acionado no intervalo da partida, pisou no tornozelo de Félix Torres e foi expulso.

Com a superioridade numérica e a necessidade de aumentar seu saldo de gols no grupo, o Corinthians se lançou ao ataque. Visando maior apoio pela lateral, António Oliveira acionou Matheuzinho no lugar de Fagner.

Logo após as alterações, o Corinthians chegou ao segundo gol. Em sua primeira jogada, Matheuzinho encontrou Romero livre pela lateral. O camisa 11 cruzou na medida para Yuri Alberto, que só empurrou para o fundo das redes.

Na sequência, o Timão deu sequência a grande pressão imposta contra o adversário, que, por sua vez, não apresentava repertório para reagir dentro da partida. Com isso, o elenco alvinegro seguiu buscando espaços para balançar as redes.

A postura logo fez com que o Corinthians colhesse frutos. Após jogada individual, Wesley cruzou e encontrou Yuri Alberto livre na segunda trave. O camisa 9 ajeitou para Romero, que apenas empurrou para o fundo das redes.

Depois do terceiro gol, António Oliveira promoveu a entrada de Paulinho no lugar de Fausto Vera. A entrada do volante fez a Fiel presente na Neo Química Arena ir a loucura.

Aos 35 minutos, o Timão teve um escanteio a seu favor. Na cobrança, Paulinho arriscou o cabeceio e acertou o travessão. No rebote, Yuri Alberto tentou uma bicicleta e parou no goleiro adversário, que espalmou para novo tiro de canto.

Na reta final, António Oliveira resolveu apostar em três jogadores: Pedro Raul, Igor Coronado e Pedro Henrique. Wesley, Rodrigo Garro e Yuri Alberto deixaram o gramado.

O trio acionado, como era de se esperar, quis mostrar serviço. Em uma de suas primeiras participações, o meia Igor Coronado cruzou para Pedro Raul, que cabeceou e marcou o quarto gol do Timão.

Depois, o Corinthians ainda teve mais algumas oportunidades, mas sem sucesso. Desta forma, o jogo foi encerrado com goleada alvinegra por 4 a 0.

Ficha técnica de Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR

Competição: Copa Sul-Americana
Local: Neo Química Arena, São Paulo, SP
Data: 09 de abril de 2024 (terça-feira)
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Jhon Ospina
Assistentes: Jhon Gallego e Richard Ortiz
Árbitro de vídeo: Yadir Acuña
Gols: Yuri Alberto, Romero (duas vezes), Pedro Raul (Corinthians)
Cartões amarelos: Fagner e Paulinho (Corinthians); Leandro Meza e Gustavo Caballero (Nacional-PAR)
Cartão vermelho: Rodrigo Arévalo (Nacional-PAR)
Público: 32.246 pagantes (público total: 32.351)
Renda: R$ 1.999.933,10

CORINTHIANS: Cássio; Fagner (Matheus França), Félix Torres, Gustavo Henrique e Hugo; Raniele, Fausto (Paulinho) e Rodrigo Garro (Igor Coronado); Wesley (Pedro Henrique), Yuri Alberto (Pedro Raul) e Romero.
Técnico: António Oliveira

NACIONAL-PAR: Antony Silva; Juan Luis Alfaro, Brian Blasi, Claudio Núñez, Daniel Rivas, Orlando Gaona Lugo (Francisco Morel), Leandro Meza, Juan Alfaro (Jordan Santacruz), Blas Cáceres (Alan Gómez), Gustavo Caballero (Marcelo González) e Tiago Caballero (Rodrigo Arévalo).
Técnico: Víctor Bernay

Notas dadas aos personagens da partida

Titulares

Reservas

Treinador

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 4 x 0 Nacional-PAR