Câmara de São Paulo aprova em primeira instância lei que veta termino de partidas depois de 23h15

Câmara de São Paulo aprova em primeira instância lei que veta termino de partidas depois de 23h15

Por Meu Timão

A Câmara de São Paulo aprovou em primeira instância nessa segunda-feira lei que exige que competições desportivas sejam disputas depois das 23h15. O projeto foi aprovado de forma unânime depois de acordo entre líderes dos partidos, informa o jornal Lance! nesta quarta.

A lei idealizada pelos vereadores Antonio Goulart (PMDB) e Agnaldo Timotéo (PR) ainda precisa passar por uma segunda votação antes de ser sancionada ou não pelo prefeito Gilberto Kassab.

A disputa das partidas de futebol no meio de semana às 22h é motivo frequente de reclamação por parte dos torcedores. Mas a Federação Paulista de Futebol (FPF) e a TV Globo têm um acordo para que os jogos sejam disputados às 21h50, horário conveniente para a rede de televisão.

Segundo o vereados Goulart, o apelo popular para a mudança é grande e as pessoas sofrem de várias maneiras com o horário atual dos jogos de futebol. "Uns não tem condução para voltar. Outros, que vivem perto do estádio, têm de conviver com barulho até tarde."

Sobre a briga com os interessados na disputa de partidas às 22h, o político afirma que não se importa. "Hoje quem manda é a Globo. Mas tem de respeitar os torcedores". A FPF e a Globo não se manifestaram sobre o projeto.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Com a 9 corinthiana, Luizão foi artilheiro da Libertadores de 2000, com 15 gols

    Ao Meu Timão, Luizão fala da busca do Corinthians por centroavante: 'Se cavar, acha na Argentina'

    ver detalhes
  • Camacho (à dir.) ganhou oportunidade entre os titulares no treino desta sexta

    Carille esboça time titular com uma troca; chance de mudança no esquema existe

    ver detalhes
  • Emerson Sheik com a camisa do Corinthians em coletiva no CT

    Emerson Sheik é apresentado, diz entender desconfiança e promete dar resposta em campo

    ver detalhes
  • Sheik assinou contrato até o fim de junho

    Emerson Sheik fala sobre contrato de seis meses, aposentadoria e possível renovação com Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes