Eliminar o Palmeiras tem gosto de título.

Eliminar o Palmeiras tem gosto de título.

Defender os estaduais, nos dias de hoje, é bastante impopular, a aceitabilidade é baixa, é quase politicamente incorreto. Mas, tampouco é difícil de negar que nos estaduais as equipes ganham forma, são testadas, e dão o tom do que pode ser esperado delas para as competições mais importantes no ano; acima de tudo, é precisamente nos estaduais onde as grandes rivalidades são renovadas. São fatos, e o dérbi que definiu o adversário do Santos, ontem, no Pacaembu, foi prova disso.

O ano começou funesto para o Corinthians, com a eliminação para um obscuro time colombiano, na Libertadores. O Timão sentiu o estremecimento interno, com a saída de Roberto Carlos, e a aposentadoria de Ronaldo. No primeiro confronto do ano contra o arqui-rival Palmeiras, lá estava a torcida adversária, formando um grande mosaico, com papéis vermelhos, formando um "ha ha ha" gigante. O Corinthians, que não é de levar desaforo para a casa, venceu a partida, amarelando o sorriso de deboche dos palmeirenses.

Ontem, novamente, o arrogante Palmeiras era o adversário. As apostas eram todas no talento do destemperado Kléber, e nos chutes no vácuo de Valdívia, e não foram poucos, dentro do estádio, e nas redações esportivas, os que só aguardavam a eliminação do Corinthians para dispararem os deboches. O Corinthians, que não é de levar desaforo para a casa, eliminou o Palmeiras, perdido que estava com o clima que ele próprio criou. Valdívia foi o mico da rodada, conseguindo contundir-se com a própria jogada. A entrada violenta de Danilo sobre Liédson foi um caso a parte para avaliar-se a isenção de jornalistas, pois Liédson foi vítima, e não haveria razão nenhuma para a sua expulsão.

De qualquer forma, a segunda-feira após a partida tem um gosto especial. Delícias de um estadual, onde eliminar o Palmeiras tem gostinho de título, e as vozes contrarias ao Paulistão soam ridículas. O Corinthians tem um adversário muito forte pela frente, franco favorito ao título. Mas, deixaram o Corinthians chegar. E o Corinthians, que não é de levar desaforo para a casa, não deixa os santistas sentirem confortáveis com este favoritismo.

Enviado por: Dirceu Felipe de Barros

Veja Mais:

  • Artilheiro do Brasileirão, Jô pode levar novo gancho do STJD

    Jô e Clayson, do Corinthians, voltam a ser julgados no STJD

    ver detalhes
  • Antonio Roque Citadini é candidato da oposição à presidência do Timão

    Em defesa à Arena, Citadini lembra crime fiscal de Andrés: 'Arrebentou com as finanças'

    ver detalhes
  • Pablo foi campeão paulista e brasileiro pelo Corinthians em 2017

    Corinthians volta a negociar com Pablo e pode contratá-lo para 2018, diz portal

    ver detalhes
  • Vasconcelos deve ter contrato estendido com o Timão até o fim de 2019

    Corinthians prepara extensão de contrato a artilheiro da Copinha

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes