Internacional x Corinthians

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai vencendo o Internacional

Acompanhe ao vivo

Andrés se irrita e renega lema de transparência de sua gestão

Andrés se irrita e renega lema de transparência de sua gestão

Por Meu Timão

409 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Reeleito presidente do Corinthians no início de 2009 sob o lema 'Renovação e Transparência', o presidente Andrés Sanchez prometeu que iria dispor a todos torcedores e interessados um balanço atualizado da situação contratual de todos os jogadores do elenco no site do clube. Em fim de mandato, Sanchez disse nesta sexta-feira que mudou de opinião porque rivais não fizeram o mesmo.

'Eu mudei de opinião. Quis tirar (do site) e tirei. Coloquei do Corinthians, mas ninguém vai cobrar dos outros clubes, só querem saber de Corinthians. O torcedor corintiano, o sócio que quer ver, pode ver', disse Sanchez.

O presidente corintiano, irritado como de costume, convocou entrevista coletiva para comentar também a reunião do Conselho Deliberativo (CD) na noite de quinta-feira, quando se definiram as regras das eleições de fevereiro. Apesar da não aprovação do presidente do CD, Carlos Senger, a reunião aconteceu normalmente e definiu que cada candidato poderá indicar uma chapa de 200 conselheiros trienais. 'Eu tive de convocar essa reunião porque se dependesse do Senger, não aconteceria', disse.

'Senger é irresponsável', completou. Na terça-feira, em entrevista coletiva, o presidente do Conselho acusou Andrés de 'ditador', por ter convocado a reunião sem seu consentimento. 'Eu enviei o pedido da reunião há meses e ele só protelava. Está no meu direito de presidente convocar a reunião', disse.

Sanchez deixará o cargo em 15 de dezembro e terá como substituto o seu vice-presidente, Roberto de Andrade, que ficará na sua cadeira até as eleições, dia 12 de fevereiro. 'O problema é meu (do motivo que o faz se afastar no dia 15). Infelizmente não pude sair antes, mas eu não quero e não posso sair porque tem campeonato pra acabar e tenho algumas coisas passar para o Roberto. Um dos motivos é isso', disse.

O candidato de Sanchez em fevereiro será Mário Gobbi, diretor de futebol do clube entre 2008 e 2010. Pela oposição, o candidato será Paulo Garcia, que deve formar conjunta com Osmar Stábile, derrotados por Sanchez nas últimas eleições.

As informações são do IG.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Corinthians encara Internacional fora de casa valendo a liderança; acompanhe em tempo real

    Corinthians encara Internacional valendo a liderança; acompanhe em tempo real

    ver detalhes
  • Com três gols nos últimos cinco jogos, Romero começa jogo no Beira-Rio

    Corinthians é escalado com mudanças para partida no Beira-Rio

    ver detalhes
  • Vestindo costume, Cássio e Fagner posaram para selfie antes de viagem pela Seleção

    Corinthianos viajam com Seleção para novo ciclo de preparação; Fagner pode jogar amistoso

    ver detalhes
  • Romero tem futuro indefinido no Corinthians

    Romero ressalta vontade de ficar no Corinthians, mas não descarta saída: 'Não posso mentir'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes