Meta do Corinthians é colocar a faixa no clássico contra o Palmeiras

Meta do Corinthians é colocar a faixa no clássico contra o Palmeiras

Por Meu Timão

417 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Já imaginou um empate ou uma derrota do Corinthians contra o Figueirense, somado a uma eventual vitória do Vasco contra o Fluminense, no domingo? A pior das hipóteses para o torcedor, na 37ª rodada, passa, sim, pelo pensamento dos jogadores corintianos e os aflige para não deixar a decisão do título com mais pressão para o clássico contra o Palmeiras, no dia 4 de dezembro, no Pacaembu, na última rodada. Quanto antes conseguir atingir o objetivo, melhor’, adiantou Paulo André.

Com esse foco, a pressão pelo título é antecipada nos bastidores do clube e, sobretudo, em conversas da comissão técnica com os atletas.

Sabedores que o Figueirense pode ser um adversário teoricamente mais fácil do que o arquirrival Palmeiras, por não gerar tanta expectativa na torcida e menos pressão, o Timão entrará, no Orlando Scarpelli, domingo, com o pensamento de comemorar a conquista do pentacampeonato já em Florianópolis. O Figueira tem uma campanha surpreendente e uma vitória deixa o time com a mão na vaga da Libertadores. Sofremos muito nos últimos três jogos, tem de cuidar do coração porque está complicado acompanhar jogos do Corinthians. Vamos tentar decidir logo, secar o Vasco. Quem sabe um empate (do Vasco) nos ajude, e aí na última semana não teremos tanta pressão contra o Palmeiras?, prosseguiu Paulo André.

Para garantir a taça nacional no domingo, o Corinthians (67 pontos, com 20 vitórias) precisa vencer o Figueirense e ainda torcer por um empate ou derrota do Vasco (65 pontos, com 18 vitórias) no clássico contra o Fluminense, no Engenhão.

É melhor já chegar com a situação definida (contra o Palmeiras). Mas se não tiver definido, estamos preparados. Primeiro, temos que fazer um bom trabalho contra o Figueirense para depois pensar no Palmeiras, destacou Paulinho.

Não importa quando nem contra quem. O que vale para o torcedor é a conquista da taça. E para que isso não fuja dos corintianos, Paulo André tem um antídoto. Não pode achar que já ganhou ou está muito fácil. Todos precisam estar com os pés no chão, focados, querendo participar. Só perderemos para nós mesmos. Tem que ter humildade para saber que não ganhamos nada, concluiu.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • CT da Base já está sendo utilizado pelas equipes sub-15, sub-17 e sub-20; gramados estão prontos

    Corinthians define duas etapas de finalização das obras do CT da base; orçamento é de R$ 25 milhões

    ver detalhes
  • Arthur, agora ex-Corinthians, em ação contra o rival São Paulo; atleta está livre

    Corinthians dispensa atacante de 17 anos que marcou nove gols em 2018

    ver detalhes
  • Matheus Matias será emprestado pelo Corinthians em 2019

    Corinthians empresta Matheus Matias com cláusula contratual inspirada em Arana

    ver detalhes
  • Luan pode ser reforço do Corinthians em 2019; clube tenta chegar a um acordo com o Atlético-MG

    Corinthians tenta acordo com Atlético-MG por Luan; mineiros pedem grana e jogador como compensação

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes