Danilo Fernandes evita polêmica com Júlio César e comemora sequência no gol

Danilo Fernandes evita polêmica com Júlio César e comemora sequência no gol

O goleiro Danilo Fernandes não quer polêmica com Júlio César. O camisa 22 aproveitou a má fase do companheiro, até então o reserva imediato do gol corintiano, para ser ele o escolhido para substituir o lesionado Cássio e acabar com um projeto de Tite. A ideia original do técnico era fazer um revezamento entre os seus dois suplentes. Mas Júlio falhou logo no primeiro jogo do Corinthians em 2013, no empate em 1 a 1 com o Paulista, pela primeira rodada do Paulistão. Na sequência, Danilo teve uma boa atuação na derrota para a Ponte Preta (1 a 0) e acabou sendo mantido nas outras duas partidas do Corinthians até aqui neste ano (Mirassol e Mogi Mirim).

"Ele não conversou sobre isso comigo, é um assunto particular. Nós somos grandes amigos fora do campo e posso dizer que ele está bem tranquilo. Eu também, tenho a confiança dele. Ele me dá todo apoio possível, incentiva, fala o que posso fazer ou não. É uma excelente pessoa, isso dá confiança. Trabalhar com a confiança de quem nos assiste é sempre bom", afirmou Danilo, nesta quinta-feira, no CT Joaquim Grava.

Para o arqueiro, Júlio não falhou no empate com o Paulista, quando ele saiu mal do gol e foi bastante criticado no lance que originou o tento de João Henrique. Irritado com os desaforos de torcedores corintianos, Júlio César até apagou a sua conta no Twitter após o episódio.

"Eu não sei o que passou na cabeça da comissão técnica. Acho que o Julio não falhou no gol. Foi mérito do atacante, que chegou em velocidade", disse Fernandes. "Na semana passada, o Tite reuniu o Júlio e eu para dizer que eu teria uma sequência", emendou o goleiro.

Com 14 jogos disputados pelo time profissional desde 2009, quando subiu das categorias da base do Corinthians, Danilo aproveitou para tentar explicar o motivo dele ter conquistado a confiança de Tite e a comissão técnica. Com a oportunidade, ele poderá jogar pelo menos mais quatro jogos até o retorno de Cássio, que tem tudo para ser na estreia corintiana na Libertadores, no dia 20 de fevereiro, contra o San Jose, em Oruro, na Bolívia.

"Eu procuro entrar sempre tranquilo e confiante no meu trabalho. Agora tenho a oportunidade de jogar, uma sequência boa. Em alguns anos, eu fazia só um jogo e tinha de dar o máximo. Sabendo que terei uma sequência, eu fico mais tranquilo, mais confiante", comentou o camisa 22.

Fonte: uol

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes