Hora de ir ao mercado para fazer dinheiro e financiar a obra da Arena Corinthians

Hora de ir ao mercado para fazer dinheiro e financiar a obra da Arena Corinthians

SÃO PAULO - Corinthians e Odebrecht garantiram acesso aos Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CIDs) que serão emitidos pela prefeitura de São Paulo, mas clube e construtora não têm previsão de quando terão efetivamente à disposição o dinheiro referente à primeira parcela dos papéis. A liberação dos certificados será no valor de R$ 156 milhões, mas os documentos serão vendidos no mercado com deságio.

Os CIDs representam um dos pilares do financiamento da Arena Corinthians, estádio que vai receber a abertura da Copa do Mundo. Ao todo, serão emitidos R$ 420 milhões para a obra, que já está 70% pronta - a inauguração está prevista para dezembro.

A emissão dos CIDs foi confirmada na semana passada pelo Comitê de Construção do Estádio, como informou com exclusividade o Estado. Os documentos devem ser entregues até sexta-feira - comenta-se que o prefeito Fernando Haddad vai anunciar a disponibilidade hoje, durante visita às obras. É preciso, no entanto, que clube e construtora vendam esses títulos no mercado para empresas interessadas em comprá-los para depois de 12 de junho de 2014, dia de abertura da Copa, usá-los no pagamento de impostos municipais, como ISS e IPTU.

Esse processo de venda pode demorar pelo menos um mês. Até agora, Corinthians e Odebrecht não negociaram com nenhuma empresa. As ameaças do clube de paralisar as obras por causa do atraso na liberação tanto dos CIDs quanto do empréstimo do BNDES prejudicaram o processo. O estádio estaria correndo risco, segundo disse há algumas semanas o ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez.

Governo Federal e Comitê Organizador Local (COL), entretanto, não acreditam nessa possibilidade. Nem a Fifa. "É claro que acompanhamos o que está ocorrendo em relação ao estádio do Corinthians. Mas o próprio ministro do Esporte (Aldo Rebelo) nos informou que está pessoalmente empenhado para que a questão do empréstimo do BNDES tenha uma solução e isso nos deixa tranquilos", afirmou ontem ao Estado o diretor de comunicações da Fifa, Walter de Gregorio.

Ele acrescentou que um indício concreto de que a abertura da Copa será mesmo na Arena Corinthians é o ritmo das obras, que demoraram para ter início, mas já atingiram 70%. Lembrou até que há quem especule a possibilidade de o estádio ser inaugurado em setembro, três meses antes da previsão inicial.

Aldo Rebelo espera resolver o mais rápido possível o entrave da liberação do empréstimo do BNDES. O problema ainda não foi resolvido porque o banco repassador, o Banco do Brasil, não aceita as garantias dadas pela Odebrecht para autorizar o repasse de R$ 400 milhões.
VISITA A Arena Corinthians

Nesta quinta-feira, o estádio receberá uma comitiva de autoridades. Aldo Rebelo, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito Fernando Haddad visitarão as obras da Arena Corinthians. Andrés Sanchez, que representa o clube alvinegro, também estará presente, assim como o coordenador do Comitê Paulista para a Copa, Julio Semeghini. Será uma vistoria padrão.

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes