Muricy espera Montillo, mas acha difícil tê-lo em final

Muricy espera Montillo, mas acha difícil tê-lo em final

Muricy espera Montillo, mas acha difícil tê-lo em final

Muricy espera Montillo, mas acha difícil tê-lo em final

Santos, SP, 17 (AFI) - O técnico Muricy Ramalho (foto abaixo) praticamente garantiu nesta sexta-feira que deverá repetir no domingo, no jogo de volta da final do Campeonato Paulista, às 16 horas, na Vila Belmiro, a mesma escalação da equipe que entrou jogando no segundo tempo do confronto de ida da decisão, no Pacaembu.


O treinador disse ainda ter esperança de contar com o retorno do meia Montillo. O jogador ainda se recupera de uma lesão muscular na coxa esquerda e o comandante deixou transparecer que dificilmente poderá ter o meia argentino, que ficou fora da atividade realizada nesta sexta pela manhã, na Vila Belmiro. Desta forma, ele deve colocar Felipe Anderson e André, que substituíram respectivamente Marcos Assunção e Miralles no intervalo da partida do último domingo.

'Ele (Montillo) voltou a treinar essa semana um pouco mais forte, mas a gente vai esperar até o final. É um pouco difícil, porque lesão muscular não é fácil não. Temos que esperar, mas acho difícil', disse o comandante, em entrevista coletiva, na qual depois avisou: 'É quase o time que jogou o segundo tempo, a não ser que haja uma surpresa agradável com o Montillo'.

Desta forma, Muricy deve mandar o Santos a campo neste domingo com a seguinte formação: Rafael; Bruno Peres, Edu Dracena, Durval e Léo; Renê Júnior, Arouca, Cícero e Felipe Anderson; Neymar e André.

NEYMAR - Já ao falar da situação de Neymar, que acabou não participando deste treinamento de sexta pela manhã após não conseguir retornar do Rio, onde foi cumprir um compromisso publicitário com um patrocinador, Muricy minimizou a importância da ausência do craque.

'O último treinamento mais importante foi ontem (quinta-feira) à tarde. Foi um treino tático, de posicionamento, em relação ao jogo. Isso (a ausência) não mexe nada em termo de treinamento', assegurou.

Muricy preferiu comentar o fato de que o Santos treinou apoiado por alguns torcedores de organizadas do clube no palco do confronto deste domingo. 'Fazia tempo que a gente não vinha aqui e é sempre bom treinar no campo de jogo. E o nosso último jogo aqui foi contra o Palmeiras (pelas quartas de final do Paulistão). Era importante a gente sentir esse clima do jogo', enfatizou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Jô passou em branco nesta noite de quarta, diante do Grêmio

    Corinthians não cria, apenas empata com Grêmio na Arena, mas mantém vantagem na liderança

    ver detalhes
  • Corinthians de Romero corre risco de ver Santos se aproximar

    Corinthians mantém diferença, mas tem de secar rival nesta quinta; veja classificação atualizada

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi eleito o pior em campo

    Carille e dupla de meias são eleitos vilões de tropeço do Corinthians contra Grêmio

    ver detalhes
  • Kazim discutiu com torcedor do Corinthians durante aquecimento

    Kazim discute com torcedor na Arena Corinthians durante duelo contra Grêmio

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes