Cria do Corinthians, Everton Ribeiro tem valorização de 500% no Cruzeiro

Cria do Corinthians, Everton Ribeiro tem valorização de 500% no Cruzeiro

Jogadores da base do Corinthians tem se destacado nos torneios

Jogadores da base do Corinthians tem se destacado nos torneios

Foto: Eduardo Viana

Quando chegou ao Cruzeiro, o técnico Marcelo Oliveira indicou alguns jogadores com quem já havia trabalhado para a diretoria celeste e o principal pedido foi o meia Everton Ribeiro, que até então não havia passado de promessa. Cria das divisões de base do Corinthians, o jogador não se firmou no clube paulista, teve boa fase no Coritiba, exatamente com o atual comandante celeste, mas vive o melhor momento de sua carreira na Toca da Raposa II, onde é titular absoluto.

Há oito meses em Belo Horizonte, o ponto alto do meia com a camisa celeste foi o golaço contra o Flamengo, na quarta-feira passada, que ajudou ao time vencer por 2 a 1 e agora permite aos mineiros jogarem por um empate nesta quarta-feira, às 21h50, no Maracanã, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Considerado peça indispensável pelo técnico Marcelo Oliveira, mesmo em um elenco que conta com jogadores de maior nome, como Julio Baptista, Dagoberto, Borges e Dedé, Everton Ribeiro tem mostrado futebol em evolução e também grande valorização.

Por suas boas apresentações com a camisa celeste ele já recebeu duas propostas do exterior. Recentemente, o Cruzeiro chegou a recusar uma oferta do Qatar por R$ 24 milhões, o que representa uma valorização de 500%, já que no início do ano o clube celeste pagou 4 milhões por 70% dos direitos econômicos do jogador.

Mas nem sempre o Everton Ribeiro foi ovacionado pela torcida, já que apresentou alguns momentos de oscilação no primeiro semestre. Depois de uma grande fase de classificação no regional, o meia, junto com o time, caiu de rendimento na fase final do campeonato, perdeu o título para o Atlético-MG e teve um início de Brasileirão inconstante, o que gerou críticas de alguns torcedores.

Porém, com o crescimento da equipe no Campeonato Brasileiro, Everton Ribeiro tem se destacado e hoje é peça fundamental no esquema de Marcelo. Do quarteto ofensivo formado pelo treinador desde o início da temporada, o armador é o único que nunca perdeu seu lugar no time.

Para o Marcelo Oliveira, o segredo do sucesso de Everton Ribeiro é a confiança transmitida para o jogador, que já dava sinais de evolução no seu antigo clube, e a sua dedicação nos treinamentos. "É a confiança que tivemos em um jogador criativo, que tem talento, que é jovem e estava crescendo gradativamente. No Coritiba, ele foi reserva no primeiro ano, no segundo ano ganhou espaço e se tornou ídolo lá em Curitiba", afirmou.

"Acreditamos em trazê-lo para cá e a resposta está sendo muito boa, acho que o torcedor pensa assim também e acho que é combinação do trabalho intenso que ele faz, é um profissional muito dedicado, a confiança que passamos e acreditamos nele. Acho que tende a estar crescendo sempre, é um jogador que treina com muita intensidade", acrescentou.

O treinador estrelado também concorda que hoje o camisa 17 é peça imprescindível para o time, principalmente porque evoluiu na marcação. "Ele é fundamental porque aprendeu a recompor e ajudar na marcação e ele tem um toque diferente, criativo, de talento na hora das jogadas. Tem feito gols também e essa combinação é muito boa para o Cruzeiro", comentou.

Com toda essa confiança do comandante, Everton Ribeiro, em rápida e informal conversa com o UOL Esporte, confirmou que está atravessando o melhor momento da sua curta carreira. Segundo ele, um dos motivos que contribuíram para essa boa fase foi a rápida adaptação à capital mineira e o carinho do torcedor.

Antes de jogar pelo Cruzeiro, Everton atuou por Coritiba, São Caetano e Corinthians. Ele foi revelado pelo time corintiano em 2007 e esteve na equipe do ABC por empréstimo entre os anos de 2008 e 2010. De volta ao clube paulista, ele não estava nos planos do técnico Tite e foi negociado com o Coritiba, que adquiriu 50% dos direitos econômicos do jogador no início de 2011. Após uma primeira temporada discreta, ele se destacou na campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil no ano seguinte, sob o comando de Marcelo Oliveira.

Com o sonho de alcançar a seleção brasileira, ele preferiu não sair do país quando teve oportunidade e apostou no bom elenco formado pelo Cruzeiro para conquistar títulos importantes e tentar alcançar o seu objetivo de chegar à seleção brasileira. Porém, com as boas exibições o sonho pode virar realidade antes do previsto.

Entre os jogadores, já há um lobby para o jogador ser convocado por Felipão. Ricardo Goulart, que o ajuda na armação das jogadas, espera ver o companheiro com a camisa amarelinha e ressaltou a sua importância para o time. "Ele é um grande jogador, logo vai estar na seleção. Ele é muito inteligente, sabe finalizar, sabe fazer grandes jogadas e tem uma participação na nossa equipe muito importante, onde também cria espaços para a jogada sair, é um jogador completo", opinou.

Fonte: Uol Esportes

Veja Mais:

  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes