Dirigente diz que encontrou falta de qualidade na base do Corinthians

Dirigente diz que encontrou falta de qualidade na base do Corinthians

Marcelo Rospide chegou ao Corinthians em outubro do ano passado e é, desde então, o superintendente-técnico da base do clube, com a missão de recuperar o departamento, muito criticado pela falta de revelações de peso nos últimos anos. Em poucos meses, ele promoveu trocas de treinadores, contratou mais profissionais para as comissões técnicas e foi ao mercado buscar promessas. Os reforços chegaram ao Parque São Jorge justamente porque ele entendeu, ao avaliar o que tinha em mãos, que precisava melhorar o nível dos atletas.
"Um dos diagnósticos que a gente fez, em termos gerais, é de que tínhamos de agregar qualidade nas nossas equipes", disse Marcelo Rospide, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.
No primeiro semestre, o clube trouxe cinco jogadores para o seu time sub-20. Nas últimas semanas, fechou com dois meias para as equipes sub-17 e sub-15, entre outras contratações pontuais. A tática tem como objetivo fortalecer todas as equipes para o ano que vem, quando poderá cobrar resultados de seus subordinados, depois de um ano tentando implantar sua filosofia.
Rospide é gaúcho e trabalhou no Grêmio por 17 anos, tendo começado na base e atingido os profissionais em 2009, quando chegou a comandar a equipe de forma interina. Agora, sua missão é fazer o clube que mais vezes levantou a taça da Copa São Paulo voltar a ganhar títulos e revelar talentos, o que não tem acontecido nos últimos anos.
Confira abaixo a entrevista completa do superintendente:
UOL Esporte: Você chegou ao Corinthians no ano passado. O que você encontrou e o que conseguiu fazer desde então?
Marcelo Rospide: Eu fui contratado para após a saída do [ex-jogador] Marcelinho Paulista. Quando conversaram comigo, a proposta era de médio a longo prazo, de outubro de 2012 até o fim da atual gestão. O que eu me propus a fazer? Primeiro, eu cheguei para fazer um diagnóstico do momento do clube. Evitei qualquer grande intervenção e meu papel foi observar e ir pensando em situações para a gente tentar transformar para esse ano. Tudo que havia sido planejado em 2012, como a Copa São Paulo desse ano, foi mantido. A partir daí, a gente delimitou, em conjunto com a coordenação, uma nova linha metodológica. Procuramos direcionar as categorias menores, sub-13, sub-11, para um trabalho mais voltado para fundamentos, deixando questões táticas e mais complexas mais adiante no processo.
UOL Esporte: Dentro dessa metodologia, não me parece ocasional que o seu técnico do sub-17 seja o Rodrigo Leitão, que é elogiado por montar equipes com aplicação tática. A ideia é que nessas equipes mais velhas a questão tática seja mais importante?
Marcelo Rospide: Acho que o Rodrigo tem esse perfil. No inicio do ano eu fui atrás do Osmar [Loss, hoje técnico do time sub-20], e ele ficou no Inter. Daí passamos a ir atrás do Emerson [Ávila, ex-técnico da seleção sub-20, contratado no início de 2013 e demitido há cerca de um mês]. Quando eu trago um treinador desse quilate para o sub-20, obviamente eu estou visando não só a formação, mas também conquistar alguma coisa mais concreta, mas não deu o encaixe. Infelizmente o momento do Emerson aqui não fechou. Agora estamos trazendo o Osmar, que já era uma ideia inicial. As equipes do Osmar são mais competitivas, independentemente da qualidade.
UOL Esporte: Neste ano, a gente viu o Corinthians contratando jogadores na base. Foi uma leitura sua de que precisava agregar qualidade?
Marcelo Rospide: Foi. Um dos diagnósticos que a gente fez, em termos gerais, é de que tínhamos de agregar qualidade nas nossas equipes. É óbvio que nem sempre no mercado é possível trazer todos que você quer, e às vezes temos de apostar em quem está aqui. Mas eu entendi, desde o início da temporada, que era fundamental nós agregarmos valores nas equipes, principalmente a partir do sub-15. E foi o que a gente fez. Foi uma politica que a gente resolveu adotar e a direção deu todo o apoio.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes
  • Marlone foi o destaque do treino desta quinta-feira

    Marlone marca, Caíque ganha chance e Oswaldo volta a ensaiar escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • Alessandro é homem de confiança do presidente corinthiano

    Diretor de futebol refuta saída de Alessandro do Corinthians: 'Picuinha'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes