Blatter volta a defender limite de estrangeiros por time

Blatter volta a defender limite de estrangeiros por time

Blatter volta a defender limite de estrangeiros por time

Blatter volta a defender limite de estrangeiros por time

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, voltou a se manifestar a favor da implantação de um limite de estrangeiros entre os titulares de cada equipe no futebol mundial. O dirigente se mostrou favorável ao sistema 'seis mais cinco', proposta que já causou conflito entre a entidade e a Uefa quando criada em 2010.


De acordo com este sistema, cada clube do futebol mundial poderia escalar no máximo cinco jogadores estrangeiros em seu time titular, sendo que os outros seis precisam obrigatoriamente ser nomes elegíveis para atuar na seleção nacional do país de origem da equipe.

Em 2010 essa ideia já havia sido sugerida, encontrou forte rejeição da Uefa e acabou sendo descartada. Mesmo assim, Blatter garantiu, na revista semanal da Fifa, que 'a gente ainda não ouviu a última palavra sobre esse assunto'.

O presidente da Fifa alega que a criação desta regra geraria laços mais fortes entre os clubes de futebol e as seleções nacionais, ajudaria as equipes e manterem suas identidades e ainda promoveria jovens talentos. A União Europeia, no entanto, protege a livre movimentação de seus trabalhadores.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians é líder do Brasileirão de forma isolada

    Palmeiras perde em casa, Santos tropeça fora, e Corinthians segue líder isolado do Brasileirão

    ver detalhes
  • Vagner Mancini teria ofendido jornalista da Rádio Bandeirantes

    Vaza suposto áudio de Mancini festejando vitória com ofensa a jornalista: 'Babaca corinthiano'

    ver detalhes
  • Vitória comemorou triunfo sobre o Corinthians nas redes sociais

    Vitória cita jargão corinthiano para comemorar triunfo na Arena

    ver detalhes
  • Titular contra o Vitória, Gabriel se posicionou sobre a derrota em rede social

    'Mais forte do que nunca': jogadores do Corinthians comentam derrota nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes