Defesa do Corinthians bate recorde de minutos sem levar gols

Defesa do Corinthians bate recorde de minutos sem levar gols

Por Meu Timão

Mano está feliz da vida com a defesa do Corinthians

Mano está feliz da vida com a defesa do Corinthians

O Corinthians conseguiu superar um novo recorde: com o confronto contra a Chapecoense, o time comandando por Mano Menezes completou o sétimo jogo sem tomar gols. Questionada no ínicio da nova era Mano, a defesa melhorou e bateu a marca conquistada em 2001.

Na época, o Timão ficou 6 partidas do Campeonato Paulista sem sofrer nenhum gol. Em 2014 os confrontos foram entre Paulista, Copa do Brasil e Brasileiro, contra Penapolense, Bahia de Feira de Santana, Atlético Sorocaba, Atlético Mineiro, Nacional do Amazonas e por fim, a Chapecoense.

A boa atuação do setor defensivo trouxe bons frutos - o Corinthians chegou hoje à liderança do campeonato - desempatado exatamente pelo saldo de gols. Com a partida de hoje, a defesa corintiana composta por Fagner, Cléber, Gil e Fábio Santos - e o sempre constante Cássio, chegou aos 641 minutos sem sofrer gol - o último foi dois meses atrás, contra o São Paulo. Contra o mesmo São Paulo, o Corinthians põe a prova o retrospecto positivo no próximo domingo, onde luta para ampliar o recorde.

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes