De casa nova, Timão tem ingressos mais caros do Brasileirão

De casa nova, Timão tem ingressos mais caros do Brasileirão

Por Larissa Emanuelle

Torcida Corinthiana compareceu mas protestou contra os ingressos caros

Torcida Corinthiana compareceu mas protestou contra os ingressos caros

O preço dos ingressos no primeiro jogo oficial da Arena Corinthians foi bastante criticado pela torcida Corinthiana, que até protestou durante a realização da partida. Os valores que alcançaram até R$ 400 evidenciam a reclamação dos torcedores alvinegros. Agora, com a nova casa, o Corinthians dispara com o ingresso mais caro do Campeonato Brasileiro.

Na lista dos clubes que cobram caro de seus torcedores, o Timão é seguido por Atlético-PR, que tem R$ 73 como média até agora, assim como Flamengo, Santos e Palmeiras também não ficam para trás. Quando jogava no Pacaembu, o clube alvinegro costumava cobrar R$ 42 em média, com valor mínimo de R$ 40.

Como consequência dos preços altos que foram cobrados, o Timão conseguiu arrecadar a maior renda de sua história, números acima de R$ 3 milhões. O público pagante foi de 36.123 torcedores.

Quando perguntando sobre o protesto da torcida e uma possível redução no preço à pagar pela entrada no estádio, o ex presidente do Timão afirmou que seria inviável cobrar menos que R$ 35. Com estes valores, a media do clube alcança R$ 84.

Veja Mais:

  • Jô é mais uma vez decisivo para o Timão nos clássicos do Paulista

    'Rei dos clássicos', Jô é decisivo em empate do Corinthians contra o São Paulo

    ver detalhes
  • Corinthians deve enfrentar o Botafogo-SP nas quartas de final

    Conheça o provável adversário do Corinthians nas quartas de final do Paulistão

    ver detalhes
  • Rogério ceni rendeu elogios ao atual treinador do Corinthians

    Rogério Ceni deixa rivalidade de lado para elogiar atitude de Carille

    ver detalhes
  • Jô marcou o único gol do Corinthians no Majestoso

    Atacante é eleito melhor em campo no clássico; lateral tem nova atuação fraca

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes