Gramado da nova casa do Timão é aprovado

Gramado da nova casa do Timão é aprovado

Por Larissa Emanuelle

Após forte chuva, gramado da Arena resiste bem

Após forte chuva, gramado da Arena resiste bem

No primeiro jogo oficial da Arena Corinthians, também caracterizado como mais um evento teste do estádio que sediará a Copa do Mundo, o gramado foi aprovado após passar por sol, chuva e até mesmo granizo. A forte chuva que atingiu o novo estádio do Timão não danificou o gramado.

"O gramado resistiu dentro do esperado, não foi afetado pelo pisoteio e nem pela chuva", afirmou o gerente de projetos da World Sports, empresa responsável pelo gramado da Arena.

O gerente desta empresa, Claudio Godoy, ainda afirmou que mesmo com uma chuva mais intensa, poças não teriam sido vistas no campo da Arena Corinthians. Após o término do jogo, o gramado não tinha falhas ou os tão conhecidos tufos, mostrando que suportou mais um teste.

"O reforço híbrido de grama sintética garante uma resistência maior do gramado nas horas dos carrinhos e divididas mais fortes. São 7 milhões de pontos costurados na grama", completou Godoy.

Mesmo após esta partida realizada no local, o gramado não precisará de ajustes especiais e, segundo a empresa, já está pronto para a próxima partida.

Veja Mais:

  • Clayson está na mira do Corinthians, que cogita emprestar terceiro jogador ao clube de Campinas

    Corinthians estuda emprestar jogador à Ponte Preta por contratação de Clayson

    ver detalhes
  • Timão foi eliminado pelo Náutico, que agora é excluído por escalação irregular

    Por escalação irregular contra Corinthians, Náutico é excluído da Copa do Brasil Sub-20

    ver detalhes
  • Timão empatou com rival São Paulo e carimbou passaporte à finalíssima

    Classificação do Corinthians à final do Paulistão rende recorde de audiência à Globo

    ver detalhes
  • Fiel promete lotar Arena para empurrar Corinthians rumo ao título paulista

    Corinthians inicia venda de ingressos para final e dá orientação a inadimplentes

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes