Corinthians, centro do mundo da bola

Corinthians, centro do mundo da bola

Por Meu Timão

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

12 de junho de 2014. Não tem mais evento-teste, agora é pra valer. Serão 61.606 torcedores, quase 4 mil jornalistas e alguns milhares de convidados. Um estádio vestido de amarelo, vinte e três jogadores representando o sonho de um país. E, tudo isso, acontecerá no bairro de Itaquera, na Arena Corinthians, casa de uma nação de 30 milhões de loucos.

Em 2007, ano que o Brasil foi escolhido como sede da Copa do Mundo da Fifa, surgiu uma frase: "Imagina na Copa?" - não dava para imaginar. Era impensável que o Corinthians teria sua casa e, se em um sonho mais maluco pensássemos, não seria da forma que é, com o capricho que leva, com o luxo que se tem.

2007, aliás, um ano marcante. Foi em dois de dezembro que tudo parecia assustador, sem esperanças. O Corinthians conheceu a segunda divisão. O Brasil percebeu que nosso amor era incondicional.

O Corinthians se reconstruiu. Subiu e recebeu em seu plantel o maior artilheiro dos mundiais. Deixou a Fazendinha e inaugurou um CT de primeiro mundo, o Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava. Cresceu e apareceu.

O estádio já era realidade, uma maquete que ganhava suas primeiras estacas na zona leste de São Paulo. Itaquera, antes um campo que servia de castigo para os jogadores que treinavam separadamente do grupo, se preparava para receber o Mundial.

Mundial que fomos buscar em 2012 lá no Japão. Bimundial, aliás. Título conquistado após 30 mil corinthianos atravessarem o mundo. Campeonato disputado após realizar um sonho, talvez o maior deles, o da Libertadores.

Libertação que veio de forma invicta, derrubando Boca, Santos, Vasco, Emelec, Cruz Azul, Nacional e Deportivo Táchira.

De quando o Brasil ganhou o direito de sediar a Copa até esse 12 de junho muita coisa mudou. E pela história relatada acima é possível dizer:

Ninguém merecia mais essa abertura que nós, corinthianos.

Salve o Corinthians.

Salve Itaquera!

Veja Mais:

  • Gaviões da Fiel foi a primeira das torcidas a chegar no Pacaembu neste domingo

    Organizadas chegam ao Pacaembu para ato em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes