Santos evita falar de goleada e prega respeito ao Timão

Santos evita falar de goleada e prega respeito ao Timão

Por Meu Timão

3.2 mil visualizações 72 comentários Comunicar erro

Corinthians, de Mano Menezes, precisa da vitória no clássico de domingo

Corinthians, de Mano Menezes, precisa da vitória no clássico de domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Santos de Oswaldo de Oliveira promete ser um adversário difícil para o Corinthians no clássico do próximo domingo. Sob o comando do técnico, a equipe não perdeu nenhum clássico e, mais do que isso, goleou o rival, Corinthians, por 5 a 1 no Campeonato Paulista.

Porém, os atletas do Peixe fazem questão de ressaltar que esse duelo não tem nada a ver com o próximo jogo e pregam muito respeito ao Corinthians.

- Aquilo (5x1) foi atípico, clássico não é assim, raramente tem goleada. Clássico é mais equilibrado, temos de ter muita atenção, e quem estiver mais organizado, errar menos e aproveitar melhor as chances, conseguirá vencer no domingo - comentou o atacante Thiago Ribeiro.

O discurso parece que foi ensaiado e repetido por vários atletas após a derrota para o Inter, no último domingo. Do lado do Peixe, Gabigol não atuará, já que está com a seleção sub-20 e Leandro Damião deve assumir seu lugar no ataque titular.

Veja Mais:

  • Corinthians pode reencontrar Boca Juniors nas oitavas de final da Libertadores-2018

    Sete cascudos e um novato: os possíveis rivais do Corinthians nas oitavas da Libertadores

    ver detalhes
  • Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

    Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

    ver detalhes
  • Seguro defensivamente e boa opção na frente, Sidcley foi eleito melhor do Corinthians

    Sidcley vai bem e Rodriguinho destoa: veja as notas dos corinthianos em derrota na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu a quarta partida na Arena em 2018

    Corinthians bate recorde negativo de derrotas na Arena numa mesma temporada

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes