Andrés é considerado 'vitorioso' no imbróglio com o Metrô

Andrés é considerado 'vitorioso' no imbróglio com o Metrô

Por Meu Timão

Andrés Sanchez foi considerado o 'vitorioso' após reunião com o Metrô

Andrés Sanchez foi considerado o 'vitorioso' após reunião com o Metrô

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Para certos setores do governo paulista, alteração do horário do Metrô foi uma vitória para Andrés Sanchez, agora candidato a deputado federal pelo PT.

Dois secretários estaduais, o presidente do Metrô e o Presidente do Corinthians estavam presentes em uma reunião realizada no Palácio dos Bandeirantes. Entretanto, Sanchez foi o único a falar com a imprensa no último dia 29.

No final desse ano, o ex-presidente do Timão tentará, pela primeira vez, sua eleição para um cargo público. E, na visão do governo, ele foi o grande vencedor dessa "disputa".

A mudança no horário do Metrô é uma reivindicação antiga na cidade de São Paulo, mas só houve um alteração na postura dos mandatários após o primeiro jogo do Corinthians em sua nova casa, na vitória por 3 a 0 sobre o Bahia.

Após o confronto, a diretoria alvinegra conseguiu agendar uma reunião com o governo do Estado, que contou com a presença de: Mario Gobbi, presidente do Corinthians; Andrés Sanchez, responsável pela gestão do estádio; Julio Semeghini, secretário Estadual de Planejamento e Desenvolvimento Regional; Jurandir Fernandes, dos Transportes Metropolitanos e Luiz Antonio Carvalho Pacheco, presidente do Metrô.

O encontro durou mais de uma hora e o governo concordou em ampliar o horário de funcionamento das estações de Metrô. O novo formato valerá apenas para dias com jogos às 21h50, com início nesta quarta (30).

Segundo a ótica do governo, a medida, por incluir todos os estádios, não será encarada como uma vitória do Corinthians. É algo que vai beneficiar também as torcidas de Palmeiras, Santos e São Paulo em partidas realizadas na capital paulista.

Andrés foi o único porta-voz do encontro. e por toda essa situação, o governo avaliou que o ex-presidente foi o principal vitorioso da mudança no Metrô. Sobretudo porque isso aconteceu a menos de três meses da eleição em que ele tentará ser deputado federal.

O ex-presidente do Corinthians, até o momento, não respondeu a nenhum questionamento sobre o assunto.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes