Mano Menezes acredita que Petros não agrediu, mas deve ser julgado

Mano Menezes acredita que Petros não agrediu, mas deve ser julgado

Por Larissa Emanuelle

1.7 mil visualizações 31 comentários Comunicar erro

Mano acredita que o jogador não agrediu o árbitro

Mano acredita que o jogador não agrediu o árbitro

O técnico do Timão, em participação no programa 'Bem, Amigos', do Sportv, afirmou que o meia Petros não teve a intenção de agredir o árbitro, Raphael Claus, contra o Santos. Mesmo assim, Mano comentou que é justo a denúncia ao atleta.

"É claro que é justo que ele seja julgado. Eu só acho que temos de separar bem as coisas. O que é um empurrão, uma trombada e uma agressão. Jamais um jogador teria a intenção de agredir o árbitro naquele momento. Houve um excesso, é por isso que ele vai ser julgado. Deve acontecer mesmo. É para isso que existe a justiça".

O meia, que hoje é titular do time alvinegro, será denunciado pelo STJD e pode receber uma punição severa, pelo lance inusitado com o juiz da partida. O mesmo demonstrou irritação com as insinuações feitas e afirmou que não teve a intenção de atingir Raphael Claus.

Mesmo com a polêmica envolvendo Petros, o Timão enfrenta o Bahia neste fim de semana, em busca de mais três pontos no Campeonato Brasileiro. A equipe se encontra na terceira colocação da competição.

Veja Mais:

  • Média de público pagante da Arena Corinthians na atual temporada é de pouco mais de 30 mil

    Arena Corinthians se aproxima de marca de 400 mil assentos vazios na temporada 2018

    ver detalhes
  • Presente na Copa do Mundo, Cássio mantém regularidade no Corinthians e pode ser lembrado por Tite

    Com possibilidade de corinthianos, Tite convoca Seleção Brasileira nesta sexta-feira

    ver detalhes
  • Jonathas passou por ressonância magnética em clínica de São Paulo nesta quinta à tarde

    Jonathas é submetido a exame fora do CT e vira dúvida no Corinthians

    ver detalhes
  • Chegada de atacante e Sergio Díaz pronto para estrear - Giro de notícias do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes