Mano Menezes acredita que Petros não agrediu, mas deve ser julgado

Mano Menezes acredita que Petros não agrediu, mas deve ser julgado

Por Larissa Emanuelle

Mano acredita que o jogador não agrediu o árbitro

Mano acredita que o jogador não agrediu o árbitro

O técnico do Timão, em participação no programa 'Bem, Amigos', do Sportv, afirmou que o meia Petros não teve a intenção de agredir o árbitro, Raphael Claus, contra o Santos. Mesmo assim, Mano comentou que é justo a denúncia ao atleta.

"É claro que é justo que ele seja julgado. Eu só acho que temos de separar bem as coisas. O que é um empurrão, uma trombada e uma agressão. Jamais um jogador teria a intenção de agredir o árbitro naquele momento. Houve um excesso, é por isso que ele vai ser julgado. Deve acontecer mesmo. É para isso que existe a justiça".

O meia, que hoje é titular do time alvinegro, será denunciado pelo STJD e pode receber uma punição severa, pelo lance inusitado com o juiz da partida. O mesmo demonstrou irritação com as insinuações feitas e afirmou que não teve a intenção de atingir Raphael Claus.

Mesmo com a polêmica envolvendo Petros, o Timão enfrenta o Bahia neste fim de semana, em busca de mais três pontos no Campeonato Brasileiro. A equipe se encontra na terceira colocação da competição.

Veja Mais:

  • Paulo Garcia lança chapa com Flávio Adauto (direita) e Emerson Piovesan (esquerda)

    Clube-empresa, veto ao irmão Fernando e 'anti-Crefisa': Paulo Garcia lança chapa no Corinthians

    ver detalhes
  • Fifa atualiza ranking de campeões mundiais; Corinthians é o melhor brasileiro

    Fifa atualiza ranking, e Corinthians é melhor brasileiro e único bicampeão mundial reconhecido

    ver detalhes
  • Tréllez foi autor do gol da Vitória sobre o Corinthians na Arena no Brasileirão-2017

    Diretoria do Vitória tem reunião para discutir transferência de Tréllez ao Corinthians

    ver detalhes
  • Adauto (ao centro) classificou Corinthians como 'melhor vitrine do futebol brasileiro'

    Ex-Corinthians, Adauto defende Alessandro e minimiza falta de poder financeiro: 'Melhor vitrine'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes