Mano Menezes diz que tirou Romero por questões táticas

Mano Menezes diz que tirou Romero por questões táticas

Por Meu Timão

1.8 mil visualizações 25 comentários Comunicar erro

Mano falou sobre a substituição no intervalo

Mano falou sobre a substituição no intervalo

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O técnico Mano Menezes falou sobre os altos e baixos que o Corinthians sofreu na vitória por hoje, contra o Goiás, na Arena Corinthians. A saída de Romero e a entrada de Luciano foi determinante para a vitória do alvinegro.

- A alteração do intervalo foi tática. Tive que mudar o sistema. Eu estava matando o Jadson, que tinha que marcar o lateral e isso dava uma liberdade excessiva para o Goiás jogar. Tive que colocar o Luciano pelo lado e centralizar o Jadson, mudando o sistema para 4-2-3-1, dando uma consistência e melhorando a produção do meio no campo - respondeu.

E o treinador também falou sobre os dois gols que o Corinthians tomou e a formação ultraofensiva da equipe:

- A partida é elucidativa do que sempre falamos. Para ter mais questões ofensivas e para ter mais produção, às vezes corremos mais riscos defensivamente. Hoje valeu a pena e fomos superiores no jogo, mas em outras situações, o adversário pode te surpreender e você tem que repensar o sistema e se adequar ao jogo - finalizou.

Veja Mais:

  • Destaque no Majestoso de sábado passado, Thiaguinho será titular diante do Vasco

    Com desfalques e dúvida na escalação, Corinthians recebe Vasco para 'jogo de seis pontos'

    ver detalhes
  • Cerca de 300 torcedores na porta do CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira

    Organizada do Corinthians grita contra Andrés e se reúne com jogadores, diretoria e Jair

    ver detalhes
  • Jadson está relacionado para o jogo deste sábado contra o Vasco

    Corinthians relaciona Jadson e outros 22 jogadores contra o Vasco; veja a lista

    ver detalhes
  • Teu passado é uma bandeira. Não aprenderam a lição?

    [Lucas Faraldo] Teu passado é uma bandeira. Não aprenderam a lição?

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes