Corinthians faz oferta mas ouve contra-proposta por Nilmar

Corinthians faz oferta mas ouve contra-proposta por Nilmar

Por Meu Timão

Nilmar quer 600 mil por mês

Nilmar quer 600 mil por mês

Foto: El-Jaish/Divulgação

O Timão já arrumou um bom dinheiro mas ainda precisa negociar pra conseguir trazer Nilmar. Segundo uma reportagem dessa terça-feira do site Lancenet, o Corinthians espera pagar até 400 mil reais de salário e mais 1 milhão de reais de luvas, um total de 5.8 milhões de reais pra ter o atacante por um ano. O problema é que o empresário do atacante, Orlando da Hora, diz que o atacante quer no mínimo 600 mil reais por mês e mais 2 milhões de reais de luvas, somando 9.2 milhões de reais pelo mesmo período.

A princípio, o Corinthians disse não de cara, alegando que nem mesmo Elias, ídolo do clube que retornou do Sporting (POR) recebe um salário tão alto.

Enquanto o empresário do jogador está no Qatar para resolver as últimas questões do desligamento do atleta com o El Jaish, o Timão vai ficando cada dia mais sem prazo pra contratar alguém para o ataque.

Nessa semana, Mano Menezes voltou a reclamar sobre a falta de opções no setor ofensivo do Timão. Sem um segundo atacante e com Paolo Guerrero primeiramente expulso e depois convocado, Mano Menezes vai ter que improvisar se o Timão não conseguiu fechar com um atacante nos próximos dias.

Veja Mais:

  • Timão tenta vencer Vitória na estreia do returno de 2017

    Corinthians volta a campo pelo Brasileirão após 14 dias; confira times, desfalques, transmissão...

    ver detalhes
  • Guilherme Torres com a medalha da Recopa de 2013

    Volante Guilherme explica por que recusou Palmeiras e aceitou proposta do Corinthians

    ver detalhes
  • Grupo quer Fiel cantando 'uma só voz' na Arena Corinthians

    Torcedores criam manifesto por união das organizadas na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Fábio Carille está com sua renovação bem encaminhada

    Após conversa no CT, Corinthians trata renovação de Carille como questão de tempo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes