Rival só vai tentar contratar Pato no final de 2015

Rival só vai tentar contratar Pato no final de 2015

Por Meu Timão

Pato só deve ter negociações abertas com o São Paulo no ano que vem

Pato só deve ter negociações abertas com o São Paulo no ano que vem

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O assunto Alexandre Pato parece uma novela sem fim. Atualmente, sabemos que o atacante tem o desejo de permanecer no rival após o término de seu empréstimo em 2015.

Contudo, para que o "sonho" do jogador se torne realidade, o São Paulo terá que desembolsar a alta quantia de R$ 30 milhões de reais, dinheiro que não possui no momento. E quem falou isso foi Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente tricolor:

- Agora, não temos condições de pagar o valor acordado (R$ 30 milhões), mas em 2015 esse valor deve cair muito e aí poderemos fazer uma proposta. Mas até lá o Corinthians pode vendê-lo também. O Pato tem uma boa parte de seus direitos e óbvio que gostaria de receber um bom dinheiro - afirmou, em entrevista à ESPN Brasil.

Esses 30 milhões citados são a multa a partir de janeiro de 2015. Caso o Timão queira vender o atacante para outro clube, será necessário ter o aval de Pato e o Tricolor também teria a chance de cobrir a oferta, o que não parece ser o caso.

Com contrato até 2016, Pato já se pronunciou a favor da permanência no São Paulo e não pretende voltar ao ex-clube.

A duração do seu contrato, inclusive, impossibilita a chance do rival tentar, de alguma forma, "passar a perna" no Corinthians.

Mesmo que o São Paulo queira o atleta "de graça", o jogador teria que se submeter a ficar um ano sem jogar e recusar TODAS as propostas que aparecerem. Um cenário que nenhum atleta profissional que se preze aceitaria.

Pato foi contratado no ano passado por cerca de R$ 40 milhões do Milan (ITA). São Paulo e Corinthians dividem o salário dele: R$ 400 mil para cada.

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes