Petros entende protestos, mas garante: 'Não ganhamos por pressão'

Petros entende protestos, mas garante: 'Não ganhamos por pressão'

Por Meu Timão

Petros falou da pressão dos últimos dias

Petros falou da pressão dos últimos dias

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Alguns torcedores mais exaltados foram protestar, na última sexta, no CT Joaquim Grava, após a eliminação da Copa do Brasil. Os torcedores até conseguiram se reunir com o presidente Mario Gobbi e fazer suas reclamações.

Dias depois, o Timão venceu o Internacional, fora de casa, pelo Brasileirão. Segundo o volante Petros, porém, a pressão exercida pelos torcedores não teve influência no resultado positivo, embora ele diga entender a revolta.

- Sabemos que não vencemos por isso. Temos nossas qualidades, trabalhamos e isso é fruto do dia a dia. Mas o torcedor, se quer manifestar e expor a opinião, não vejo problema nenhum - disse.

O camisa 40 considera normais as reclamações da torcida.

- Torcedor tem o direito de cobrar, se manifestar e colocar a opinião. Eles não aceitam algumas derrotas, como a de quarta, temos de respeitar. É o ponto de vista de cada um. Mas precisamos ter cuidado. Ninguém tem direito de ameaçar ou bater em ninguém - falou.

Além disso, Petros também falou da cobrança interna após a derrota na Copa do Brasil e disse ver o elenco unido para chegar à Libertadores.

- Quem tem a experiência lida melhor com essa adversidade, mas a decepção é a mesma. Não tinha outra maneira a não ser vencer o Inter para nos dar tranquilidade. Nos reunimos e falamos sobre a importância de vencer. Estamos fechados e vamos em busca dessa vaga (à Taça Libertadores - completou.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes