Elias perde a linha ao falar sobre a punição de Guerrero

Elias perde a linha ao falar sobre a punição de Guerrero

Por Meu Timão

19 mil visualizações 122 comentários Comunicar erro

Elias reclamou da decisão do STJD

Elias reclamou da decisão do STJD

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

O volante Elias ficou indignado pela punição recebida pelo atacante Paolo Guerrero. O atacante do Timão havia sido inocentado na primeira instância por decisão unânime, mas o STJD que insiste em estragar com o futebol, entrou com recurso até conseguir, em última instância, aplicar uma punição para o camisa 9 do Corinthians.

Após a vitória do Timão por 2x1 contra o Vitória, o volante defendeu seu companheiro de clube ao comentar sobre a decisão sem recursos ridícula da entidade carioca:

- Vamos ver o que o departamento jurídico do clube vai fazer. É injusto. O Brasil é o país da injustiça. Mais uma vez um jogador sendo prejudicado - disse o volante, em entrevista à Rádio CBN.

O Corinthians ainda tentará reverter a decisão da entidade carioca mudando de suspensão para multas, mas se nada for alterado, Guerrero ficará de fora de 3 dos 8 jogos restantes do Campeonato Brasileiro: Palmeiras x Corinthians, Corinthians x Coritiba e Corinthians x Santos.

Isso se ele não for convocado nos amistosos entre 10 a 18 de novembro (próxima data Fifa).

Veja Mais:

  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes
  • Corinthians passou a levar mais torcedores na Arena após diminuição dos valores

    Corinthians diminui valor de ingresso e vê médias de público e renda aumentarem no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes