Guerrero volta à afirmar: 'No Brasil, só jogo no Corinthians'

Guerrero volta à afirmar: 'No Brasil, só jogo no Corinthians'

Por Larissa Emanuelle

Guerrero é o artilheiro do Timão no Campeonato Brasileiro e reafirmou o seu desejo de ficar

Guerrero é o artilheiro do Timão no Campeonato Brasileiro e reafirmou o seu desejo de ficar

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Em entrevista concedida à ESPN Brasil, na tarde desta sexta-feira (21), o centroavante Guerrero comentou sobre a negociação da renovação de contrato com o Corinthians, voltando à ressaltar que acredita em um acordo com o clube alvinegro.

"Eu espero renovar. Como já falei várias vezes: eu gosto do Corinthians, gosto de morar em São Paulo, do carinho da torcida. A decisão agora passa pelo clube. Vamos esperar, estou tranquilo, vamos ver o que vai acontecer".

Especulado no Cruzeiro, mas identificado com o torcedor Corinthiano e com o time, Guerrero afirmou que no Brasil ele só atuaria no Timão. O camisa 9 ainda disse que sua permanência não tem relação com a disputa da Libertadores no próximo ano.

"No Brasil, só jogaria no Corinthians. Não tem jeito de jogar por outro time. Eu tenho muito desejo de ficar aqui, mas a decisão já não passa mais por mim".

"Para mim é claro: não vai influenciar. Independente de Libertadores, quero ficar aqui ", finalizou.

Veja Mais:

  • Pedrinho aproveitou oportunidade e foi bastante elogiado por atuação contra o Red Bull

    Xodó da Fiel, Pedrinho já é quem mais driblou do Corinthians no Paulistão

    ver detalhes
  • Foxlux é nova patrocinadora do Corinthians

    Corinthians anuncia terceiro patrocinador para 2017; veja mudança na camiseta

    ver detalhes
  • Arena Corinthians será palco de diversos mata-matas em abrl

    Corinthians inicia venda de ingressos para Copa do Brasil e quartas do Paulista

    ver detalhes
  • Jadson está de volta ao Corinthians para o clássico deste domingo

    Carille fala sobre possibilidades de escalação do Corinthians contra São Paulo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes