Atacante alvinegro evita falar sobre possível queda do Palmeiras

Atacante alvinegro evita falar sobre possível queda do Palmeiras

Por Meu Timão

2.0 mil visualizações 14 comentários Comunicar erro

Guerrero não quis falar da péssima fase do rival

Guerrero não quis falar da péssima fase do rival

O atacante alvinegro, Paolo Guerrero, preferiu não falar sobre nada relacionado ao Palmeiras na noite desta terça. Em entrevista coletiva concedida no CT Joaquim Grava, o artilheiro não quis responder sobre a má fase palestrina. As informações são do Lancenet.

No final da entrevista coletiva, concedida após o treino de ontem, um jornalista questionou ao peruano se o Palmeiras será ou não rebaixado à Série B do Brasileirão. E Guerrero respondeu assim:

- É dificil, né. Não gosto de falar dos rivais. Palmeiras tem um jogo dificil contra o Internacional, vai depender muito. Eles dependem de outros resultados, mas é problema deles. Estou preocupado com o Corinthians e a classificação na Libertadores - disse o atacante.

Após quatro derrotas seguidas, o Palmeiras voltou a se aproximar da zona de rebaixamento. A duas rodadas do fim do Brasileirão, o Palmeiras ocupa a 16ª posição, com 39 pontos. O Vitória, 17º colocado e primeiro na zona da degola, possui apenas um ponto a menos.

Veja Mais:

  • Jair passa orientação a Thiaguinho, novo segundo volante titular do Timão

    Jair pode repetir Corinthians para duelo com Atlético-PR; veja única dúvida na escalação

    ver detalhes
  • Carlos Augusto, que está na Seleção Brasileira Sub-20, embarca de Goiânia; Vital e os demais viajam para Curitiba saindo de São Paulo

    Com Carlos Augusto, Corinthians relaciona 23 jogadores para enfrentar o Atlético-PR

    ver detalhes
  • Corinthians caiu nas oitavas de final da Sul-Americana 2017, para o Racing (ARG)

    Menos tenso, Corinthians busca a Sul-Americana 2019; seis motivos mostram importância do torneio

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez e Matias Ávila participaram do Papo Reto desta terça-feira

    Déficit do Corinthians sobe para R$ 26 milhões, mas diretoria comemora ao comparar com 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes