Guerrero conquista Bola de Prata histórica

Guerrero conquista Bola de Prata histórica

Por Meu Timão

31 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Guerrero fez história ao ganhar a Bola de Prata

Guerrero fez história ao ganhar a Bola de Prata

O atacante peruano Paolo Guerrero fez uma troca ousada em julho de 2012: saiu do conceituado futebol alemão, do Hamburgo, para atuar no Corinthians. E ele precisou de apenas cinco meses para ser o autor de um dos gols mais importantes da história do clube.

Agora, dois anos e meio depois, é eleito um dos dois atacantes Bola de Prata e faz história. E fez história porque, jamais um jogador do Peru havia sido agraciado com a honraria dada pela Revista Placar e a ESPN Brasil aos melhores do Campeonato Brasileiro.

Dessa forma, ele põe seu país ao lado de Argentina, Chile, Colômbia, Holanda/Suriname (Seedorf), Paraguai, Sérvia e Uruguai entre os que já levaram ao menos uma vez o prêmio.

Com a de Gil, um dos dois melhores zagueiros, esta é a 42a Bola de Prata do Corinthians, que passa o Flamengo (41) no ranking de clubes mais ganhadores da premiação e chega ao sexto lugar.

Guerrero fez 12 gols na disputa nacional deste ano, sendo, ao lado de Erik, do Goiás, o sexto na tabela de artilheiros - Fred, do Fluminense, foi o goleador máximo, com 18.

Veja Mais:

  • Técnico da equipe colombiana não poupou elogios ao Corinthians

    Técnico do Millonarios se impressiona com Corinthians: 'Um dos favoritos ao título'

    ver detalhes
  • Paulo Roberto deve ser titular diante do Internacional

    Reapresentação do Corinthians indica um único titular contra Internacional; Sheik é ausência

    ver detalhes
  • Rodriguinho jogou amistoso pelo Brasil em junho de 2017, contra Austrália

    Rodriguinho, do Corinthians, compõe lista de suplentes da Seleção para Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Estacionamento da Arena possui capacidade para comportar 1,3 mil veículos

    Corinthians supera imbróglio e anuncia nova gestora do estacionamento da Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes