Coringão chega ao limite para renovar com Guerrero

Coringão chega ao limite para renovar com Guerrero

Por Meu Timão

52 mil visualizações 180 comentários Comunicar erro

Novela por Guerrero vem se arrastando há semanas

Novela por Guerrero vem se arrastando há semanas

O Corinthians não deve oferecer nada além dos U$$ 5 milhões (R$13 milhões de reais) para renovar o contrato do atacante peruano Paolo Guerrero. As informações são de Vítor Marques, do Estadão.

Com o valor estipulado, a diretoria acredita que conseguirá chegar a um acordo como artilheiro da equipe na temporada. O jogador, que está de férias no Peru, deve voltar em janeiro para dar prosseguimento à sua renovação de contrato. A ideia da diretoria é ampliar o contrato do jogador até 2017.

Caso o atacante não aceite os termos do Corinthians, a diretoria garante que ele terá que cumprir seu contrato integralmente até o meio do ano. Alguns dirigentes garantem que se houver propostas pelo jogador, ele só sairá mediante pagamento de multa.

O motivo do jogo duro de Guerrero na renovação é uma proposta pra jogar no futebol asiático. O atacante recebeu uma oferta com luvas estipuladas em US$ 10 milhões, e aos 31 anos, o fator financeiro está pesando em sua decisão já que o próximo contrato que o peruano assinar poderá ser o último da sua carreira.

Veja Mais:

  • Jair conta com Romero para surpreender Cruzeiro fora de casa; time viaja à noite

    Jair preserva titulares, e Corinthians não tem treino tático antes de pegar Cruzeiro

    ver detalhes
  • Livre de incômodo, Douglas deve ser novidade no time titular do Corinthians

    Com retorno de volante, Corinthians relaciona 22 para viagem a Belo Horizonte

    ver detalhes
  • Andrés (à dir.) ao lado do diretor de futebol Duílio Monteiro

    Presidente do Corinthians viaja à Europa em busca de contratações

    ver detalhes
  • Gabriel pode deixar o Corinthians ao fim da atual temporada

    Gabriel volta a ter saída cogitada para o futebol europeu; agente do volante está na Itália

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes