Timão começa 2015 sem dois patrocinadores na camisa

Timão começa 2015 sem dois patrocinadores na camisa

Por Meu Timão

9.4 mil visualizações 59 comentários Comunicar erro

Corinthians começará o ano sem a Car System e a Fisk

Corinthians começará o ano sem a Car System e a Fisk

A camisa que será utilizada na Flórida Cup, torneio que será realizado entre os dias 15 e 17 de janeiro, nos EUA, estará sem duas marcas. Fisk e Car System não renovaram. As informações são do Lancenet.

Com isso, a Caixa Econômica Federal, principal parceira comercial do clube desde janeiro de 2013, será a única a fazer divulgação nos espaços nobres durante os jogos contra os alemães Colônia e Bayer Leverkusen.

- Os contratos acabaram e estamos conversando. Se houver acordo nos próximos dias, estamparemos antes dos jogos - afirmou Alexandre Ferreira, em entrevista ao Lancenet, concedida na cidade de Fort Lauderdale (EUA).

A reportagem do L!Net apurou que, apesar do discurso otimista do representante do marketing alvinegro, a possibilidade de uma continuidade está restrita apenas a Fisk, que já é parceira do clube há cerca de três anos.

Os uniformes de treino trazem a marca MATRIX, empresa responsável pelo aparelhamento do CT Joaquim Grava. O acordo é feito na base da permuta, com pequenos ajustes financeiros. O primeiro duelo será transmitido pelo SporTV, enquanto o segundo ganhará a companhia da TV Globo.

Veja Mais:

  • Antonio Roque Citadini quase não concorreu na eleição de fevereiro

    Citadini lamenta sobre eleição no Corinthians: 'Essa campanha sangrenta me tirou as chances'

    ver detalhes
  • Jean (ao centro) deve sair; lateral Romão também não convenceu comissão técnica

    Entenda por que diretoria do Corinthians ainda não se desfez de jogadores 'encostados' do elenco

    ver detalhes
  • Matheus Matias (à esq.) foi assunto na entrevista coletiva do diretor adjunto Duílio Monteiro

    Corinthians confirma porcentagem adquirida de Matheus e alerta: 'Tendência é ir devagar'

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes