Corinthians briga para diminuir punição a Guerrero

Corinthians briga para diminuir punição a Guerrero

Por Meu Timão

Corinthians luta para diminuir a pena de Guerrero

Corinthians luta para diminuir a pena de Guerrero

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante peruano Paolo Guerrero foi suspenso por três jogos pela Conmebol devido a uma cotovelada que ele deu no primeiro jogo contra o Once Caldas. Com a punição, o atacante deve perder as duas primeiras rodadas da fase de grupos: São Paulo e San Lorenzo.

- Estamos conversando com advogados, buscando alguns caminhos. Normalmente na Conmebol isso não é possível, mas vamos procurar outros caminhos - disse Roberto de Andrade ao SporTv.

(A punição) É um pouco severa pelo fato de o árbitro caracterizar na súmula como agressão', entende o mandatário corintiano. 'A agressão acontece em uma briga, é um pontapé, e acho que não foi esse o caso. Foi uma disputa de bola. Talvez ele tenha aberto um pouco o braço, mas tudo normal - finalizou o mandatário.

O lance que resultou em suspensão ao camisa 9 aconteceu no último dia 4. Ainda no primeiro tempo da vitória sobre o Once Caldas, da Colômbia, Guerrero dividiu no alto e ao descer acertou cotovelada em Pérez. O árbitro, Patrício Loustau , deu o cartão vermelho direto ao atleta.

Veja Mais:

  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • Cicinho, hoje no futebol búlgaro, deve pintar como reforço do Corinthians

    Final da Copa da Bulgária separa Corinthians de segunda contratação para o Brasileirão-2017

    ver detalhes
  • Pequeno torcedor conheceu também o xeque Al-Khelaifi, dono do clube francês

    Em Paris, torcedor-mirim surpreende xeique do PSG e pede contratação de atacante do Corinthians

    ver detalhes
  • Mesmo com nova lesão, diretoria do Corinthians pausa busca por novo zagueiro

    [Marco Bello] Mesmo com nova lesão, diretoria do Corinthians pausa busca por novo zagueiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes