Promotor que não recomendou corinthianos contra o Palmeiras, descarta torcida única na Arena

Promotor que não recomendou corinthianos contra o Palmeiras, descarta torcida única na Arena

Por Meu Timão

Paulo Castilho descartou torcida única na Arena Corinthians

Paulo Castilho descartou torcida única na Arena Corinthians

Pela primeira vez na história, Corinthians e São Paulo se encontram na história na Copa Libertadores. O confronto, promete acirrar muito a rivalidade dentro do campo - mas preocupa também fora dos gramados, quando se leva em conta o histórico de violência dos derbis paulistas.

Pra evitar a violência, ao invés de atuar viabilizando a segurança para os torcedores, as entidades responsáveis preferem contornar o problema. Foi o que aconteceu no último clássico do Timão, contra o Palmeiras, quando o Ministério Público definiu torcida única para a partida.

Na ocasião, o promotor Paulo Castilho foi o maior defensor da ideia de proibir corinthianos de assistirem a partida no Allianz Parque. A diretoria do Corinthians recorreu da decisão junto à FPF e acabou conseguindo ter parte dos ingressos do jogo. Apesar do esquema de segurança houve confronto entre palmeirenses e policiais na entrada do estádio, gerando cenas de violência mais uma vez lamentáveis.

Dessa vez, porém, com mando do jogo na casa do Corinthians, o promotor Paulo Castilho descartou a ideia da torcida única. Por ser uma partida de competição internacional e com possibilidade de recorde de bilheteria, o jogo acontece em cenário mais tenso que o clássico anterior.

Para Castilho, porém, faltou tempo hábil para a decisão - vale lembrar, porém, que no último clássico a decisão havia sido anunciada 3 dias antes da partida; 1 a menos do que os 4 dias restantes até o confronto.

Além de confirmar a presença dos são paulinos, a PM definiu o sistema de segurança - que preocupa: torcedores irão em trem especial saindo da Luz até a Arena; mas o sistema não contempla a volta dos torcedores. Serão cerca de 2 mil torcedores do São Paulo, em sua maioria membros de torcidas organizadas - sem escolta ou controle na saída do clássico.

Veja Mais:

  • Romarinho não esconde a relação de carinho que ainda mantém com o Corinthians

    Com veto a rival, Romarinho admite saudade do Brasil e fala em retorno 'em dois anos' ao Corinthians

    ver detalhes
  • Juninho Capixaba foi um dos destaques do Bahia na temporada.

    Corinthians rejeita ceder três jogadores pedidos pelo Bahia em negociação por lateral

    ver detalhes
  • Romero foi imprescindível ao Corinthians na conquista do Paulistão e do Brasileiro em 2017

    Luan volta a exaltar Romero e relaciona venda de Arana ao paraguaio: 'Pode colocar na conta dele'

    ver detalhes
  • Dupla 'Renadson' brilhou no Corinthians no Brasileirão de 2015

    Renato Augusto rasga elogios a Jadson e faz projeção sobre futuro do camisa 10 no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes