Mimimi de Ganso pode render punição da Conmebol

Mimimi de Ganso pode render punição da Conmebol

Por Meu Timão

10 mil visualizações 184 comentários Comunicar erro

Elias comemorando gol do Corinthians contra o São Paulo

Elias comemorando gol do Corinthians contra o São Paulo

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Mesmo com a equipe são paulina não dando um chute ao gol do Corinthians durante 90 minutos, se depender de Paulo Henrique Ganso, a culpa da derrota do clube do Morumbi foi do árbitro.

- Desde o começo falei para a diretoria que precisava ser um árbitro de fora. Alguém do futebol brasileiro com certeza apitaria para o Corinthians - reclamou Ganso.

Segundo o ex-santista, o mais grave foi uma suposta falta não marcada de Sheik em cima de Bruno, que resultou no segundo gol do Timão.

- Aquilo não foi erro, foi roubo. Ele tinha que sair daqui de camburão. Se o Serginho Chulapa ainda fosse do São Paulo, com certeza ele iria lá ao vestiário do árbitro para bater nele. Só que não pode mais fazer isso no futebol e ele faz isso aí. E no final de semana, estará apitando normalmente. O que ele fez foi palhaçada. O segundo gol foi para acabar de vez com a partida - finalizou o meia frustrado.

Por ter chamado o árbitro de ladrão, o mimimi do atleta pode render punição da Conmebol.

Veja Mais:

  • Fagner foi titular pela Seleção Brasileira durante a Copa do Mundo da Rússia

    Tite convoca corinthiano para início de novo ciclo da Seleção Brasileira

    ver detalhes
  • Fagner comemora nova convocação na web; lateral deve desfalcar Corinthians em três jogos

    Fagner comemora nova convocação na web; corinthiano deve perder Dérbi e semi da Copa BR

    ver detalhes
  • João Celeri assinou contrato com o Corinthians na última quarta-feira

    'Destino' pós-Juninho e inspiração em Guerrero: reforço do Corinthians Sub-20 fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Com nova chance na Seleção, Fagner desfalcará o Corinthians em três partidas

    Temor por ausências de Fagner domina reações da Fiel após convocação

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes