Por reclamações, Ganso deve ser processado pelo árbitro do clássico

Por reclamações, Ganso deve ser processado pelo árbitro do clássico

Por Meu Timão

5.9 mil visualizações 93 comentários Comunicar erro

Jadson fez o segundo gol do Timão contra o São Paulo

Jadson fez o segundo gol do Timão contra o São Paulo

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

O resultado dentro de campo pode ser apenas o primeiro dos problemas de Paulo Henrique Ganso após o clássico contra o Corinthians, realizado na última quarta-feira. Por conta do lance do segundo gol do Timão, o camisa 10 são paulino se revoltou e acabou ofendendo o árbitro da partida, Ricardo Marques Ribeiro.

- Aquilo não foi erro, foi roubo. Ele tinha que sair daqui de camburão. Se o Serginho Chulapa ainda fosse do São Paulo, com certeza ele iria lá ao vestiário do árbitro para bater nele. Só que não pode mais fazer isso no futebol e ele faz isso aí. - disse o atleta do São Paulo após a derrota do clube do Morumbi.

A declaração polêmica de Ganso não agradou nem um pouco o árbitro responsável pelo jogo. Nesta quinta-feira, em entrevista ao jornal Lance!, Ricardo Marques confirmou que irá tomar providências contra o meia do São Paulo.

- O caso será entregue ao jurídico da Anaf (Associação Nacional de Árbitros de Futebol). Tomaremos as medidas necessárias. O advogado Giuliano Bozzano vai analisar e em breve nos manifestaremos - disse o árbitro.

Veja Mais:

  • Ramiro foi anunciado pelo Corinthians nesta quinta-feira

    Corinthians anuncia contratação de Ramiro

    ver detalhes
  • Marquinhos e Sornoza podem ser trocados por Corinthians e Fluminense

    Grêmio e Marquinhos Gabriel voltam a namorar, mas Corinthians segue otimista por Sornoza

    ver detalhes
  • Carille já está participando dos detalhes de contratações do Corinthians

    Carille antecipa volta ao Corinthians e se despede do Al-Wehda

    ver detalhes
  • Uendel foi jogador do Timão por três anos e ganhou um Brasileiro (2015)

    Corinthians tem interesse em Uendel, do Internacional

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes