Com ajuda de estatística, Cássio explica como parou Ceni pela segunda vez

Com ajuda de estatística, Cássio explica como parou Ceni pela segunda vez

Por Meu Timão

6.2 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

O goleiro Cássio foi um dos grandes nomes do Majestoso

O goleiro Cássio foi um dos grandes nomes do Majestoso

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em jogo tenso, com 59 faltas, 35 cometidas pelo Corinthians e 24 pelo São Paulo, um pênalti duvidoso e interpretativo foi marcado.

Aos dez minutos do segundo tempo, Cássio impediu que Rogério Ceni empatasse o jogo. Batendo com confiança, o goleiro do Morumbi foi decidido ao cobrar no meio do Gol. Porém, a confiança não foi o bastante para fazer a bola passar por Cássio.

Em situação parecida, no dia 13 de outubro de 2013, em clássico válido pelo Campeonato Brasileiro, o goleiro alvinegro também defendeu um pênalti cobrado por Ceni. A partida terminou empatada, em 0 a 0.

"A outra vez que eu peguei pênalti dele foi no outro canto", disse Cássio em entrevista à Rádio Globo na saída do campo.

Mostrando como a ciência e a tecnologia também atuam a serviço do futebol, o Corinthians possui uma equipe que passa para os jogadores como atua o adversário que cada um vai marcar. O responsável por esse importante departamento de pesquisa é Fernando Lázaro, filho do ex-lateral corinthiano Zé Maria. Foi esse departamento de estatísticas que ajudou o goleiro corinthiano a decidir como reagiria.

"Ele bateu no meio do gol. A pesquisa do Corinthians mostra onde os jogadores batem os pênaltis, então o pessoal mostra as possibilidades. Eles estão de parabéns por terem me ajudado. Esperei pra não ir tão forte em um canto", concluiu Cássio.

O Corinthians, além de manter o placar de 1 a 0 até o final da partida, manteve vivo também o tabu de vencer o São Paulo na casa do adversário. Com a vitória, o Timão continua líder do grupo 2 no Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes