Com ajuda de estatística, Cássio explica como parou Ceni pela segunda vez

Com ajuda de estatística, Cássio explica como parou Ceni pela segunda vez

Por Meu Timão

O goleiro Cássio foi um dos grandes nomes do Majestoso

O goleiro Cássio foi um dos grandes nomes do Majestoso

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Em jogo tenso, com 59 faltas, 35 cometidas pelo Corinthians e 24 pelo São Paulo, um pênalti duvidoso e interpretativo foi marcado.

Aos dez minutos do segundo tempo, Cássio impediu que Rogério Ceni empatasse o jogo. Batendo com confiança, o goleiro do Morumbi foi decidido ao cobrar no meio do Gol. Porém, a confiança não foi o bastante para fazer a bola passar por Cássio.

Em situação parecida, no dia 13 de outubro de 2013, em clássico válido pelo Campeonato Brasileiro, o goleiro alvinegro também defendeu um pênalti cobrado por Ceni. A partida terminou empatada, em 0 a 0.

"A outra vez que eu peguei pênalti dele foi no outro canto", disse Cássio em entrevista à Rádio Globo na saída do campo.

Mostrando como a ciência e a tecnologia também atuam a serviço do futebol, o Corinthians possui uma equipe que passa para os jogadores como atua o adversário que cada um vai marcar. O responsável por esse importante departamento de pesquisa é Fernando Lázaro, filho do ex-lateral corinthiano Zé Maria. Foi esse departamento de estatísticas que ajudou o goleiro corinthiano a decidir como reagiria.

"Ele bateu no meio do gol. A pesquisa do Corinthians mostra onde os jogadores batem os pênaltis, então o pessoal mostra as possibilidades. Eles estão de parabéns por terem me ajudado. Esperei pra não ir tão forte em um canto", concluiu Cássio.

O Corinthians, além de manter o placar de 1 a 0 até o final da partida, manteve vivo também o tabu de vencer o São Paulo na casa do adversário. Com a vitória, o Timão continua líder do grupo 2 no Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Romero foi bastante participativo no primeiro tempo, mas 'sumiu' na etapa final

    Sem criar chance de gol, Corinthians cai na pilha do Racing e é eliminado da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi expulso após dar solada no atleta adversário

    Fiel não perdoa, e Rodriguinho beira nota zero em eliminação do Corinthians na Argentina

    ver detalhes
  • Rodriguinho deixou El Cilindro sem conversar com a imprensa

    Rodriguinho pede desculpas ao elenco por expulsão, mas opta pelo silêncio na zona mista

    ver detalhes
  • Adauto falou com a imprensa na saída do estádio El Cilindro

    Diretor do Corinthians detona arbitragem na Argentina: 'Verdadeiros artistas'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes