'Não podemos falhar assim', alerta Renato Augusto após gols no final

'Não podemos falhar assim', alerta Renato Augusto após gols no final

Por Meu Timão

Renato Augusto parabenizou o elenco corinthiano por atuação contra a Penapolense

Renato Augusto parabenizou o elenco corinthiano por atuação contra a Penapolense

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Apesar de vencer com facilidade a Penapolense, por 5 a 3, os três gols tomados nos últimos minutos do jogo, deixou a partida com um gosto amargo para o elenco corinthiano. O meia Renato Augusto, titular no confronto dessa quinta-feira, parabenizou o grupo pelo resultado, mas alertou para os erros cometidos.

"Diminuímos um pouco o ritmo depois dos 5 a 0, acho que é normal, mas não podemos falhar da forma que falhamos. Erramos em algumas bolas, serve como aprendizado. Podíamos ter ficado mais com a bola nos pés no fim do jogo. Eles tiveram muitas chances de gol. Estamos de parabéns pela partida, mas precisamos acertar algumas coisas", declarou o jogador após a partida.

O meia assumiu uma queda no ritmo da equipe, mas não desmereceu a equipe da Penapolense e as alterações realizadas pelo técnico PC Gusmão.

"Foi mais uma diminuída no ritmo mesmo. O PC Gusmão colocou o time para a frente, pressionou nossa saída de bola. Erramos algumas coisas e vamos melhorar", finalizou.

Veja Mais:

  • Marciel e Jô despertam interesse de times brasileiro e alemão; Juninho, Scarpa e Tréllez podem chegar

    Mercado agitado! Veja quem pode deixar e reforçar o Corinthians no resumão do Meu Timão

    ver detalhes
  • Marcelo Hermes deve ser emprestado pelo Benfica em 2018; Corinthians de olho

    Protegido por R$ 175 milhões, lateral do Benfica é oferecido ao Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Guilherme Siqueira foi contratado pelo Atlético de Madrid em 2014

    Ex-Atlético de Madrid, lateral ítalo-brasileiro é sondado pelo Corinthians

    ver detalhes
  • O diário da invasão -  Cinco anos de um feito histórico

    [Rafael Castilho] O diário da invasão - Cinco anos de um feito histórico

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes