Timão não está recebendo por Lodeiro, diz imprensa argentina

Timão não está recebendo por Lodeiro, diz imprensa argentina

Por Meu Timão

Boca Juniors não está pagando o Timão pela compra de Lodeiro

Boca Juniors não está pagando o Timão pela compra de Lodeiro

Foto: Daniel Augusto/ Agência Corinthians

O Corinthians parece estar com problemas para receber o dinheiro da venda do meia Nicólas Lodeiro. O jogador foi vendido ao Boca Juniors, da Argentina, no início de fevereiro desse ano, por U$$ 3 milhões (R$ 8 milhões).

Um terço do valor, U$$ 1 milhão (R$ 2,8 milhões), foi pago à vista no acerto do contrato. O restante seria liquidado em parcelas durante os próximos anos. Entretanto, esse dinheiro estaria parado na Argentina e não está chegando nos cofres alvinegros.

A informação é do jornalista argentino, Claudio Civiello, da Rádio Cadena Eco, de Buenos Aires. Segundo ele, o Banco Central da Argentina não está liberando dinheiro para que o clube possa acertar as dívidas com o Corinthians.

A situação também está complicando o Boca Juniors com outros clubes, como o Catania, da Itália, pela compra do lateral-esquerdo Fabián Monzón.

Ainda segundo o jornalista, o Boca Juniors garante que está trabalhando para conseguir a liberação dos valores.

Confira o que disse o jornalista

Veja Mais:

  • 'General' Balbuena marcou na Colômbia e salvou o Corinthians

    Balbuena marca nos acréscimos e Corinthians se salva de vexame na Colômbia pela Sul-Americana

    ver detalhes
  • Balbuena (à esq.) auxiliou Carille na tradução de perguntas em espanhol após empate em Tunja

    Após noite de herói, Balbuena ataca até de tradutor para Carille em coletiva

    ver detalhes
  • Timão sofreu, mas conseguiu empatar com Patriotas no 'apagar das luzes'

    Dez tweets que descrevem a sensação de todo corinthiano com o empate na Colômbia

    ver detalhes
  • Moisés foi um dos destaques negativos do Corinthians nesta quarta

    Torcida do Corinthians salva Balbuena e detona dupla de jogadores após empate na Colômbia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes