Tranquilo, Guerrero revela: 'Meus pais querem que eu fique no Corinthians'

Tranquilo, Guerrero revela: 'Meus pais querem que eu fique no Corinthians'

Artilheiro da temporada, Guerrero revela que os pais querem que ele renove com o Timão

Artilheiro da temporada, Guerrero revela que os pais querem que ele renove com o Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A torcida do Corinthians ganhou novos aliados para auxiliar na decisão de Paolo Guerrero de permanecer no Corinthians: os pais do atacante. Segundo o peruano, os pais fazem parte de todas as decisões tomadas na vida pessoal e profissional.

Questionado sobre se os pais querem que ele renove o contrato com o Corinthians, o atacante foi direto.

"Sim! (risos). Meus pais estão muito encantados com aqui, com os torcedores, com esse carinho que todo mundo no Brasil tem comigo', explicou o jogador, entrevista ao programa Bola da Vez, na ESPN Brasil, nessa terça-feira.

Essa não é a primeira vez que os pais influenciaram nas decisões do atacante em relação ao futebol. Foram eles que o ajudaram a decidir na hora de assinar contrato, aos 17 anos, com o Bayern de Munique e deixar o Alianza Lima, clube que o revelou no Peru.

E não são apenas os pais de Guerrero que querem que o atleta permaneça no Brasil. O atacante garante que ficar no Corinthians faz parte dos objetivos que ele traçou para o ano de 2015.

"Eu tenho vontade de ficar aqui. Eu ficaria tranquilo se continuasse jogando no Corinthians, pelo o que o time representa para mim, pela repercussão que tem no mundo inteiro, é um time grande", declarou.

"Me traço objetivos todos os anos e ficando dentro do Corinthians, por exemplo, esse ano é ganhar a Libertadores, o Paulista e o Brasileiro", completou.

O jogador também foi questionado sobre a boa fase dentro do gramado. Mesmo sem saber se irá permanecer no time e com toda a novela que envolve a renovação do contrato, Paolo Guerrero já é o artilheiro da temporada com 12 gols marcados.

"Sou um cara que gosta de estar tranquilo, em casa, não mexer muito na minha cabeça, não mexer muito em futebol. Fazer minha vida, ir ao cinema, estar com meus pais, com os cavalos, com minha mãe, irmãos, tudo que não tenha nada a ver com o futebol", finalizou o atacante.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes