Com gasto de mais de R$ 1,8 milhão por mês, reforços de 2015 ficam fora de decisão

Com gasto de mais de R$ 1,8 milhão por mês, reforços de 2015 ficam fora de decisão

Por Meu Timão

Vágner Love e Cristian não ficaram nem no banco contra o Guaraní

Vágner Love e Cristian não ficaram nem no banco contra o Guaraní

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians contratou cinco reforços para a temporada de 2015: Edilson, Edu Dracena, Cristian, Mendoza e Vágner Love. Somando mais de R$ 1,3 milhão de salários por mês, nenhum deles iniciou a partida decisiva desta quarta-feira contra o Guaraní.

Da lista, o único que entrou durante o jogo foi o atacante Mendoza. Com o salário mais barato entre o quinteto, o colombiano tentou ajudar a equipe do técnico Tite reverter o placar, mas sem sucesso.

Os dois jogadores com os valores mais altos, que somam juntos, quase R$ 1 milhão, nem sequer foram opções no banco de reservas. O técnico Tite cortou Cristian e Vágner Love no dia anterior.

O zagueiro Edu Dracena, que ganha cerca de R$ 280 mil por mês, também não entrou, mesmo após a saída de Felipe. Experiente, o jogador chegou ao Timão cotado para integrar a equipe titular, mas não conseguiu a vaga de Felipe, até o momento.

Além do quinteto, o Timão teve outro reforço no início do ano e que também não esteve em campo na noite desta quarta-feira. O atacante Emerson Sheik retornou de empréstimo, a pedido da comissão técnica, e estava suspenso da decisão.

Somando os seis jogadores que reforçaram o Corinthians em 2015, mais de R$ 1,8 milhão de reais saem dos cofres alvinegros todos os meses em salários. E nenhuma deles conseguiu evitar a eliminação do Corinthians nesta quarta-feira.

Confira o salário das contratações de 2015

Emerson Sheik - R$ 500 mil (retornou de empréstimo)
Vágner Love - R$ 500 mil
Cristian - R$ 400 mil
Edu Dracena - R$ 280 mil
Stiven Mendoza - R$ 120 mil
Edílson - Valores não divulgados pelo Corinthians

Veja Mais:

  • Recuperado de lesão, Balbuena volta a compor zaga com Pablo; dupla terá de parar melhor ataque do Paulista

    Defesa x ataque: Corinthians e São Paulo buscam vitória e equilíbrio em clássico no Morumbi

    ver detalhes
  • Auricchio (à dir.) passou a integrar diretoria da base do Corinthians

    Corinthians nomeia ex-diretor de futebol para cargo na base

    ver detalhes
  • Após 1 a 1 na Arena, Timão volta a campo contra São Paulo na tarde deste domingo

    Rival tropeça, e Corinthians pode diminuir distância para primeira colocação geral

    ver detalhes
  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes