'Com Sheik, não vai haver renovação', garante diretor a colunista

'Com Sheik, não vai haver renovação', garante diretor a colunista

Por Meu Timão

Diretor descarta renovação de Emerson Sheik

Diretor descarta renovação de Emerson Sheik

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

As últimas atuações de Emerson Sheik, incluindo a suspensão de três jogos pela Conmebol, podem ter decretado o fim do seu ciclo no Corinthians. Pelo menos é isso que garante um dos diretores do Timão ao colunista Jorge Nicola.

Após a eliminação do time da Libertadores, o diretor explicou ao jornalista que, com a queda, o Corinthians não tem mais a obrigação de renovar os contratos de Sheik e Guerrero - o que seria mais complicado, caso o Timão avançasse para as semifinais da competição.

"Como nós não passamos, não temos obrigação nenhuma de renovar com nenhum dos dois. E com o Sheik, eu posso te garantir de que não vai haver renovação de contrato", declarou o diretor para Nicola, segundo o jornalista em participação do Bate-Bola, da ESPN.

"Conversando com um diretor do Corinthians, algumas possibilidades: se o Corinthians tivesse avançado, pegaria Racing ou Wanders, do Uruguai, e aí passando, teria a semifinal que só seria disputada depois da Copa América, e aí obrigatoriamente o Corinthians se veria na obrigação de renovar contrato com Sheik e Guerrero. Os contratos dos dois acabariam entre um jogo e outro", explicou.

Ainda segundo o mesmo diretor, o motivo seria o custo benefício do atacante. Hoje, Sheik recebe um salário mensal de 517 mil reais e ficou fora de grandes jogos do Timão nesse ano, como as duas partidas contra o Guaraní, pelas oitavas de final.

O diretor também explicou ao jornalista que a diretoria já vê outras maneiras de diminuir os gastos do departamento de futebol e ainda ganhar um dinheiro para diminuir as dívidas atuais.

"Além desses dois (Guerrero e Sheik), que vão garantir uma boa economia aos cofres do Corinthians, o Gil tem uma proposta da Alemanha, é provável que saia. O clube pode fazer dinheiro também com o Petros e com o Malcom, que são jogadores que não são muito aproveitados e que eles acham que tem mercado", finalizou.

Veja Mais:

  • Romero será um dos titulares na última partida do ano

    Libertadores, vingança e tributo: Corinthians encara Cruzeiro neste domingo

    ver detalhes
  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes