Corinthians USA é adquirido por empresário brasileiro

Corinthians USA é adquirido por empresário brasileiro

Por Meu Timão

Rappers americanos com a faixa da Fiel U.S.A.

Rappers americanos com a faixa da Fiel U.S.A.

O futebol finalmente tem ganhado espaço nos Estados Unidos. O soccer, como é conhecido lá, está em alta e está se tornando referência no mundo dos esportes. O Corinthians USA não ficou de fora da nova fase americana.

Uma empresa brasileira, referência no cenário internacional, adquiriu 50% do Corinthians USA, que atualmente disputa a National Premier Soccer League (NPSL).

O empresário por trás da negociação preferiu não se revelar por enquanto, mas já adiantou que está negociando com um grande jogador de futebol, campeão do mundo pela Seleção Brasileiro em 2002. Todo o mistério está sendo feito para não atrapalhar a negociação.

O clube americano é comandado por um brasileiro. O presidente Josias Baptista tem como objetivo fazer o clube crescer ainda mais e se tornar referência, assim como está acontecendo com o Orlando City, que contratou o jogador Kaká.

O Corinthians USA é o primeiro colocado da Conferência Central Sul, com três pontos conquistados. É válido citar que o campeão da NPSL ganha uma vaga para a disputa da Liga dos Campeões da Concacaf.

Veja Mais:

  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Fotos marcantes da Arena Corinthians com Bruno Teixeira

    SAUDAÇÕES CORINTHIANAS: Fotos marcantes da Arena Corinthians com Bruno Teixeira

    ver detalhes
  • Livro dá chance para torcedores participarem de aula de fotografia na Arena Corinthians

    Workshop de fotografia na Arena é uma das recompensas para quem apoiar o livro do estádio

    ver detalhes
  • Pedrinho vive expectativa de voltar a jogar pelo Corinthians

    Torcida do Corinthians movimenta redes sociais e questiona 'sumiço' de Pedrinho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes