Corinthians não volta do Sul após jogo contra o Grêmio

Corinthians não volta do Sul após jogo contra o Grêmio

Corinthians enfrenta o Grêmio na quarta e o Joinville no sábado

Corinthians enfrenta o Grêmio na quarta e o Joinville no sábado

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A delegação do Corinthians terá uma semana diferente pela frente. Por questões logísticas, a diretoria e a comissão técnica optaram por não voltar para São Paulo após o jogo contra o Grêmio, na quarta-feira.

A equipe permanecerá na região Sul já que enfrenta o Joinville, no sábado, em Santa Catarina. De acordo com o gerente de futebol, Edu Gaspar, a decisão de não retornar na quinta-feira não tem nenhuma relação com os protestos dos torcedores do Corinthians.

"É por uma questão de logística. Achamos que a programação para bater em São Paulo e voltar ao Sul seria desnecessária, por causa dos voos. Lá (Porto Alegre) podemos contar com boas estruturas para treino. As duas cidades são próximas. Então, treinamos em Porto Alegre, vamos para Joinville e depois voltamos. É para aproveitar melhor o nosso tempo", explicou o gerente, em entrevista ao GloboEsporte.com.

O Corinthians treina ainda nesta terça-feira, no período da tarde, antes de embarcar para Porto Alegre. Na quarta-feira, enfrenta o Grêmio, às 22h. Depois, segue no Sul, onde enfrenta o Joinville, no sábado, também às 22h. As duas partidas são válidas pelo Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Marlone está fora do clássico

    Corinthians perde Marlone para o Dérbi na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians fará primeiro jogo no domingo em 2017

    Clássico e primeiro jogo do Corinthians no domingo: FPF desmembra rodadas do Paulista

    ver detalhes
  • Romarinho anotou cinco gols em cinco jogos contra Palmeiras

    Romarinho manda recado ao elenco do Corinthians antes de clássico contra Palmeiras

    ver detalhes
  • Camisa que será usada na noite desta quarta-feira

    Corinthians divulga imagem do uniforme que será usado contra Palmeiras; confira

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes