Corinthians acerta parcelamento de dívida com Emerson Sheik até 2016

Corinthians acerta parcelamento de dívida com Emerson Sheik até 2016

Por Meu Timão

Corinthians acerta acordo para pagar dívida com Sheik

Corinthians acerta acordo para pagar dívida com Sheik

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Emerson Sheik já até atuou pelo time do Flamengo, porém apenas nesta última semana foram acertados os últimos detalhes da rescisão do jogador com o Corinthians.

O clube deve ao jogador o seu último salário, alguns direitos de imagem vencidos e premiações, que somados chegam a, aproximadamente, R$1,3 milhão. O acordo selado entre o presidente Roberto de Andrade e o empresário de Emerson, Reinaldo Pitta, dá conta de que o Corinthians pagará essa dívida em prestações até abril de 2016.

"O Corinthians tem o melhor conceito possível comigo e com o jogador Emerson. Tudo foi cumprido, está tudo dentro dos conformes e a gente confia no clube. Foi tudo honrado, tudo feliz e temos motivos para ajudar o Corinthians", declarou Reinaldo Pitta ao UOL Esporte.

Além de Emerson, o Timão também tinha pendências financeiras com Pitta, porém o empresário se negou a falar sobre o tema.

"Isso só compete a mim e ao Corinthians. Eu vendi o Viola para o Valencia em 94, estou lá há quase 30 anos", afirmou o empresário.

Veja Mais:

  • Campeão da Copinha, o jovem Pedrinho pode estrear na quarta-feira

    Com Pedrinho e Jadson, Corinthians divulga relacionados para pegar o Brusque; Rodriguinho fora

    ver detalhes
  • Jadson é opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1º

    Jadson viaja a Santa Catarina e pode fazer a reestreia pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Carille comandou trabalho do Corinthians no CT antes de viagem a Brusque

    Com Jadson, Corinthians se reapresenta e faz último treino no CT; Camacho retorna

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians na capital paulista é do tamanho das três rivais juntas

    Nova pesquisa aponta tamanho da Fiel igual à soma das três torcidas rivais

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes