Juiz não cita Mano, mas informa invasão de campo que pode prejudicar o Corinthians

Evandro Rogério Roman não relatou a expulsão do técnico corintiano. Por outro lado colocou ato de torcedor e também objeto arremessado no campo

O Corinthians  pode se complicar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta da invasão de um torcedor no final da derrota por 2 a 0 para o Flamengo, no último domingo. Já nos acréscimos, quando o árbitro Evandro Rogério Roman marcou pênalti para os cariocas, um rapaz invadiu o gramado do estádio Brinco de Ouro e trocou pontapés com o auxiliar Alessandro Álvaro Rocha.

Nesse caso, se a procuradoria do STJD denunciar, o clube seria julgado no artigo 213, que é deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto. A pena pode ser uma multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil ou então a perda de mando de campo de uma a dez partidas. Tudo isso pode ser agravado por também por conta do relato na súmula do arremesso de um objeto no gramado.

Por outro lado, o técnico Mano Menezes não teve a sua expulsão, ocorrida ainda no primeiro tempo, relatada por Evandro Rogério Roman na súmula. Apenas o cartão vermelho para Chicão é que aparece citado.

Fonte: Globo Esporte

Juiz não cita Mano, mas informa invasão de campo que pode prejudicar o Corinthians Juiz não cita Mano, mas informa invasão de campo que pode prejudicar o Corinthians 0

Veja Mais:

  • Um dos nomes, Marcelo Moreno atualmente joga no futebol chinês

    Além de Sassá e Luidy, Timão tem mais três atacantes na mira para 2017

    ver detalhes
  • Meia marcou presença na campanha do vice no Brasileiro Sub-20

    Depois de Carlinhos, Timão renova contrato de jovem meia do Sub-20

    ver detalhes
  • Romero comemora gol e fim da zica na Arena Corinthians

    Corinthians vence Cruzeiro e leva vantagem para Minas Gerais

    ver detalhes
  • Mano Menezes reclamou de arbitragem após derrota para o Timão

    Mano Menezes reclama de arbitragem na Arena e repete 'mimimi' de Levir

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes