Detran investiga fraude em documento de jogador do Corinthians, que pode ser preso

Detran investiga fraude em documento de jogador do Corinthians, que pode ser preso

Por Meu Timão

Malcom está sob suspeita do Detran-SP

Malcom está sob suspeita do Detran-SP

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Malcom completou 18 anos em 26 de fevereiro deste ano. Depois da data comemorativa, como qualquer outro jovem no Brasil, o atleta levou a frente o desejo de dirigir. Porém, ao revelar, em entrevista divulgada pelo portal UOL Esporte, que já dirigia com um protocolo do Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo), que autorizava que ele guiasse sem a carteira de motorista, chamou a atenção do próprio Departamento.

O Detran, por sua vez, afirmou que esse tipo de autorização não seria tão simples de se adquirir, como no caso do atacante corinthiano. Além do jogador, uma série de irregularidades foram descobertas. A denúncia foi feita pela Rede Globo.

No sistema do Departamento de Trânsito, consta que Malcom realizou o exame médico necessário para tirar a carteira de habilitação no dia 12 de março, e apenas um dia depois, teria feito o exame teórico. Essa prática seria impossível perante a lei, já que é necessário aguardar o resultado do exame para agendar as aulas teóricas. Além disso, o jogador teria começado as aulas práticas no mesmo dia das teóricas, 13 de março.

O pedido da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) foi feito em duas Auto Escolas, sendo que ela foi registrada fora da capital paulista, em Hortolândia, na região de Campinas, o que também é considerado ilegal.

Ao fim do processo, o jogador teria tirado sua habilitação de motorista apenas 20 após a comemoração de seus 18 anos. Segundo Daniel Annemberg, presidente do Detran, o ocorrido é considerado crime de corrupção passiva e ativa e Malcom será chamado para prestar depoimento, correndo o risco de ser preso por dois a 12 anos.

A suspeita do Detran é de que Malcom tenha comprado a carteira, e ele não seria o único. O Departamento de Trânsito afastou 12 funcionários, respondendo por corrupção e falsificação de documento, e bloqueou a carteira de mais de 4.000 motoristas da cidade de São Paulo. De acordo com o diretor geral da Polícia Civil de São Paulo, será aberto um inquérito no Estado inteiro para investigar essa fraude.

No entanto, em contato realizado pelo Jornal SPTV 1ª Edição, Malcom afirmou que sua carteira foi tirada em Santo André, negando a compra da mesma.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes