Treinador do Timão avalia equipe mineira e vê pressão alta como ‘alternativa’

Treinador do Timão avalia equipe mineira e vê pressão alta como ‘alternativa’

Por Meu Timão

De acordo com Tite, o Corinthians poderá propor o jogo ao Atlético-MG e, ao mesmo tempo, utilizar do contra-ataque

De acordo com Tite, o Corinthians poderá propor o jogo ao Atlético-MG e, ao mesmo tempo, utilizar do contra-ataque

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Não há outro pensamento no Corinthians senão o confronto deste sábado com o Atlético-MG. Líder do Brasileiro e dona do melhor ataque da competição, a equipe mineira buscará a sexta vitória fora de casa nesta temporada. Para Tite, o Timão poderá utilizar grandes trunfos para garantir os três pontos em Itaquera.

"A gente só consegue fazer pressão alta se a bola estiver no campo defensivo do adversário. Fizemos o segundo gol contra o Flamengo quando eles foram sair jogando. O primeiro foi de contra-ataque, marcamos bem um lateral e saímos rápido. O terceiro foi de construção, saindo jogando de trás. O time que dominar esses aspectos leva vantagem", avaliou o comandante, após o treinamento do período da tarde no CT do Parque Ecológico.

Nesta sexta-feira, o treinador do Atlético-MG, Levir Culpi, também acertou os últimos detalhes antes do compromisso em São Paulo. Além do retorno de Marcos Rocha na lateral direita, o time mineiro terá seu setor ofensivo composto por Thiago Ribeiro, Luan e Lucas Pratto, jogadores de alta velocidade e qualidade na posse de bola.

Apesar do grande potencial do trio de ataque do Galo, o Corinthians também entra forte no duelo na visão do comandante corinthiano. "Eu gosto de analisar o saldo. Ele representa bem o equilíbrio das equipes. O Atlético-MG tem transições velozes pelos lados, os meias abertos e os laterais são de muita velocidade e qualidade. A faixa central é mais posicional. Eu também vejo equilíbrio", analisou.

“Eu não vou afirmar, não gosto de falar ‘acho’. Mas a equipe que está mais tempo jogando melhor futebol, talvez não tão distante dos demais, é o Atlético-MG. É um grau grande de dificuldade. Não isenta nossa responsabilidade, mas é um grau de dificuldade grande", acrescentou.

Questionado sobre a equipe titular do Timão, treinador afirmou que o grupo vem adquirindo confiança, e que o apoio do torcedor nos momentos difíceis é fundamental. “Ela está se construindo e se afirmando. Então, dessa confiança e estruturação, se fortalece. Danilo, Rildo, Edilson... Entram bem. Eu agrado 11, mas quero respeitar todos. Isso vai fortalecendo a equipe", finalizou.

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes