Relembre história do jovem da base do Timão que tem nome quase impronunciável

Relembre história do jovem da base do Timão que tem nome quase impronunciável

Por Meu Timão

Petroswickonicovick Wandeckerkof é um dos atletas do Sub-15 do Timão

Petroswickonicovick Wandeckerkof é um dos atletas do Sub-15 do Timão

Foto: Divulgação

No mês passado o Corinthians se despediu do volante Petros. No entanto, outros Petros permaneceu no clube, mas esse, com um nome muito mais complicado: Petroswickonicovick Wandeckerkof. Em 2013, o mundo descobriu seu nome depois que ele ganhou destaque em várias matérias. O jovem, que atualmente está no Sub-15 do Timão, foi notícia até no "The New York Times".

Um dos destaques, Petros, como é chamado, tem 14 anos e está disputando o Paulista Sub-15 e tem contrato com o clube até março de 2016. Inclusive marcou um gol, contra o São José dos Campos, em abril deste ano. O curioso é que apesar do nome complicado, o jovem é brasileiro, nascido em Maceió, capital de Alagoas.

A mãe, Erica Silva, explicou como surgiu o nome tão diferente. Segundo ela, foi uma aposta com o marido, José Ivanildo.

"Quando casei, avisei que não queria esses nomes. Mas ele insistiu e propôs uma aposta. Se nascesse menina, eu escolheria o nome. Mas, se fosse menino, ele é que colocaria o nome. Perdi a aposta duas vezes, porque tivemos dois meninos", contou, em entrevista ao GloboEsporte, em 2013.

O outro menino, no caso o irmão de Petros, que também joga futebol, mas de salão, também não tem um nome fácil de pronunciar: Pollywanovick Wandeckerkof. A explicação vem do fanatismo do pai por esportes e da paixão por nomes de origem russa.

"Eu sempre gostei de nomes de origem russa, holandesa também (o Wandeckerkof presente em todos os nomes masculinos da família é em homenagem a dois irmãos holandeses que jogaram na seleção). E como eu acho meu nome muito feio, queria colocar nomes mais bonitos nos meus filhos. Tem quem ache estranho, mas eu mesmo acho bonito. O meu que é feio pra caramba", disse o pai, na época.

"A mulher do cartório achou ruim e me chamou de maluco. Mas eu disse que colocaria no meu filho o nome que quisesse. E ela, no fim, aceitou", completou.

Confira a inscrição do jovem no site da FPF

Veja Mais:

  • Jadson pode ser relacionado para o clássico contra o Palmeiras

    Jadson pede para enfrentar o Palmeiras; desempenho contra o Água Santa será decisivo

    ver detalhes
  • Camacho e o pai Anizio Camacho

    Acidente em casa tira vida de pai de Camacho; mãe e irmão do jogador são hospitalizados

    ver detalhes
  • Atlético-PR e Coritiba preferiram não realizar a partida e enfrentaram o modelo tradicional do futebol

    Unidos, rivais peitam a Globo e acabam barrados pela Federação Paranaense

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo e opiniões de conselheiros: tudo sobre o tema impeachment no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes